11/10/2017 — Texto: Cintian Moraes | Fotos: Divulgação

A decoração do quarto infantil é um momento especial na vida dos pais e das crianças. Criar ou repaginar um ambiente pode, a princípio, ser um desafio, mas não deixa de ser prazeroso e recompensador.

Confira alguns ambientes que preparamos para te inspirar.

Ana Yoshida

O quarto foi pensando para crescer junto com a criança. Os móveis foram desenhados em módulos, com fácil desmontagem, podendo no futuro, desempenhar outras funções, como escrivaninha e local para guardar brinquedos.O tema do quarto é um safári infantil colorido. O adesivo do mapa-múndi foi a base da decoração e determinou as escolhas dos materiais e cartela de cores. A paleta foi pensada sem gênero. A ideia da mãe desde o início do projeto era utilizar cores neutras para ter um quarto sem os tradicionais azul e rosa.

www.anayoshida.com.br

Figoli Ravecca Arquitetura

Este quarto de 13m² foi projetado para um menino na fase de transição entre o berço e a cama. Recebeu decoração no estilo marinheiro, seguindo o gosto do pai, que colecionava bichos de pelúcia da Disney fantasiados de pirata. O piso é de taco cumaru, que dá a sensação de conforto. Antes da transformação, o ambiente funcionava como escritório do casal. A estante e o móvel de chão foram reformados e receberam cores náuticas (azul, branco e vermelho). Os carrinhos que completam a decoração também fazem parte da coleção do pai.

www.figoli-ravecca.com.br

Antônio Medeiros e Roberta Feijó

Neste projeto a cliente desejou um quarto que fugisse dos padrões tradicionais, tudo para receber em grande estilo a sua filha. A planta foi pensada para destacar a parede principal do espaço com diferentes cores e texturas. O roupeiro foi desenhado com “cheios e vazios”, em uma boneca estilizada, para ampliar e aproveitar melhor o espaço, além de conferir uma atmosfera lúdica ao ambiente. Com todas essas cores e formas o quarto recebe a nova integrante da família, que vai crescer em um ambiente que estimula a interatividade e criatividade, além da estética infantil e feminina.

www.studiovert.com.br

RAP Arquitetura e Interiores

O quarto atendeu ao pedido do menino. A partir da escolha de um papel de parede lúdico e de contornos delicados, o escritório criou um ambiente com dinossauros na parede, sem que o espaço ficasse carregado de informações e desenhos. Móveis contemporâneos e funcionais completam a ambiência, bem como o quadro feito para expor a coleção de pequenos carrinhos e objetos.

www.raparquitetura.com.br

Paulo Ruvina

Com o tema Pokémons, nesse espaço priorizamos a praticidade e o conforto das crianças. Foram instaladas duas beliches integradas que oferecem espaço para o uso de um colchão maior que o habitual. Nas cabeceiras, os personagens preferidos dos novos moradores: Squirtle e Bulbassaouro. Nas luminárias, globos com iluminação de led com Meowth, Lapras e Slowpoke. Para o piso, utilizamos o material vinílico ideal para crianças pois, mantém a boa temperatura no inverno e no verão, não mancha, é antialérgico, macio, resistente a líquidos e com alto índice de durabilidade. Para que as crianças possam relaxar, uma almofada do Snorlax confortável, macia e linda.

www.crbconstrutora.com.br

André Bustamante

O projeto do quarto do menino teve design inspirado na arquitetura dos anos 50. Toda a marcenaria, poltrona e pufe foram cuidadosamente desenhados e detalhados pelo arquiteto. O berço, com estrutura em mdf laqueado, cor branco, tem as laterais de palhinha em quadros de Jequitibá. A cômoda, executada com os mesmos acabamentos, foi desenhada para ser transformada, futuramente, em uma escrivaninha. As caixas organizadoras, de mdf foram revestidas em tecido amarelo e têm a tampa revestida com o mesmo papel aplicado na parede.

www.bustamantearquitetura.com.br

Oficina 11.11

O escritório de arquitetura que assina esse ambiente é bastante voltado para as artes, por isso o quarto tem uma atenção especial aos detalhes. As cores neutras e leves são acompanhadas do azul, refletindo delicadeza e tranquilidade, enquanto o amadeirado aquece o ambiente. Para aproveitar o espaço, os arquitetos criaram um guarda-roupa com trocador embutido, adicionando um efeito estético interessante por meio da mudança de cor entre as portas e o nicho, em laca azul. Uma cama com gavetas armazena cobertores, lençóis e brinquedos. A cabeceira ocupa toda a extensão da parede da janela e ainda possui um nicho com livros infantis que estarão ao alcance do bebê, quando começar a andar. Algumas plantas também fazem parte da decoração, algo que não vemos muito nos quartos de bebê.

www.oficina1111.com.br

Ana Cristina Tavares e Claudia Krakowiak Bitran

Neste apartamento as arquitetas tinham a missão de criar um quarto de pura diversão para os filhos dos moradores. O uso de cores claras também foi uma encomenda, além de lugar para que eles pudessem acomodar os brinquedos. Gavetões formam uma escada que leva à cama. A diversão está por toda parte: escorregador, cabaninha e gavetas e nichos cheios de brinquedo. Uma boa ideia para ganhar espaço é aproveitar o espaço sob a cama com baús ou nichos para guardar tudo. Essa área das prateleiras e de livros é como se fosse uma cabana e fica embaixo da cama. É meio que um refúgio das crianças, quando querem ficar num lugar mais tranquilo, mais calmo, seja para ler, estudar.

www.kta.com.br