27/10/2020 — Texto: Marqueterie | Fotos: Divulgação

Grandes nomes da arquitetura e do design interpretam as ilimitadas formas de revestir, mobiliar e decorar com uso das lastras.

De 14 de outubro até 21 de fevereiro,  a Portobello apresenta em sua fábrica a Mostra Unlimited, uma exposição com as possibilidades de uso das lastras, superfícies contínuas que são o futuro dos revestimentos, produzidas com exclusividade pela empresa no país, pelo olhar de grandes nomes da arquitetura e do design,

Paulo Mendes da Rocha e sua filha Nadezhda Mendes da Rocha participam com o lançamento do projeto Monumento às Lastras. A ideia do projeto é exibir as lastras como uma fantasia em relação a como de fato elas vão aparecer na cidade, principalmente para a grande visibilidade dos planos verticais das fachadas dos edifícios em várias disposições imprevisíveis em relação à luz do sol em diferentes horários do dia. “O conjunto tem uma visão teatral e dinâmica. O que fizemos foi colocar as lastras com a dimensão de 1,20 x 2,60m, que são belíssimas, ora na vertical, ora na horizontal, sempre de modo ortogonal ao piso, como espera-se que sejam dispostas nas arquiteturas. Respeitamos as duas famosas orientações fundamentais, o nível (horizontal) e o prumo (vertical)”, afirma Paulo.

Oskar Metsavaht assina o projeto da área externa, com o Espelho d’água e o Jardim. Em seu ambiente, Oskar traz sua coleção Ipanema, assinada em parceria com a Portobello e inspirada no bairro homônimo do Rio de Janeiro. O painel central é a representação da série Neotropical, dos decorados 20×20 cm, uma referência aos icônicos modernistas brasileiros dos anos 50 e 60, que criaram uma identidade nacional. Os porcelanatos 120×120 cm, com textura e aspectos das tradicionais pedras portuguesas do calçadão da orla, marcam presença com sua magnitude ao redor do espaço. E o Kit Janeiro, um maxi-mosaico desenvolvido em parceria com a Officina Portobello, cobrem piso e parede. “Busquei manter a sensação de amplitude e minimalismo que imprimi na minha coleção. Espero que o espírito de Ipanema e o contraste do urbano com a natureza estejam bem representados no espaço”, afirma Oskar.

Marcelo Rosenbaum desenvolveu o projeto de um Quarto. Rosenbaum criou um quarto usando a lastra Concrete Mud 120×250 em todo o piso e parede, transmitindo a sensação de um ambiente calmo para o relaxamento e restauro das energias. “O que possibilita esse resultado é o uso das grandes lastras, peças gigantes e com poucos recortes”, acrescenta. O padrão das pedras também confere a impressão de se estar dentro de uma rocha. Seu projeto quase dispensa a presença de mobiliário, sendo composto por poucas peças que privilegiam o uso de materiais naturais e feitas à mão.

O grupo de profissionais do Coletivo Criativo Berlim criou o Hall Living. Aqui a lastra Siena Chianti é protagonista. Em primeiro plano, duas grandes peças deste quartzito encontram-se elevadas, como uma maxi obra de arte contemporânea. A parede de fundo é revestida por espelhos, o que traz leveza ao grande volume das peças de 120×270. No piso é usada a mesma lastra, mas aproveitando sua linearidade, elas são dispostas transversalmente, trazendo profundidade ao espaço. A parede traz um ripado feito com o Concrete Mud, o que confere uma textura contemporânea e linear ao ambiente. Completa a produção uma curadoria com peças de diferentes designers.

Patricia Pomerantzeff do escritório Doma Arquitetura projetou o Lavabo. Seu ponto de partida foi a relação das escalas entre as lastras e um pequeno lavabo. Além de ser usada no piso, no forro e na bancada, a lastra Travertino Navona Grigio também foi fatiada em réguas verticais e instaladas aleatoriamente, desorganizando o desenho contínuo que elas geralmente permitem no espaço. Para controlar a entrada de luz e a privacidade, foi criado um brise usando a linha Biscuit, uma cortina de pequenas peças que cria contraste e valoriza ainda mais a grande escala do Travertino. “Usar peças enormes em um pequeno lavabo nos provou que a sensação de amplitude é real com as grandes lastras, sem emendas na altura, além de suas possibilidades ilimitadas de uso”, diz Patricia.

Jayme Bernardo e Glei Tomazi assinam o projeto do Banheiro do Quarto. Com uma abordagem ousada, dividiram o ambiente em dois setores distintos. Uma grande área ampla, um espaço aberto, convidativo e iluminado com a lastra Calacatta Puro, marca o ingresso ao banheiro. Um segundo estágio, mais íntimo e introspectivo, com a lastra Black Eclipse, corresponde à área úmida do ambiente. Essa dualidade fica explícita com as cores e diferenças de altura, com um pé direito mais baixo na parte escura. Ainda em contraposição, o fundo é um grande painel iluminado em lona tensionada, que cria uma sensação de conforto e intimidade. “Planejamos um ambiente contemporâneo, que lembra um pouco uma instalação de arte moderna. Assim como na arte, em tudo que fazemos buscamos a originalidade”, contam Jayme e Glei.

Paola Navone assina o ambiente Cooking with friends. Materiais tradicionais são propostos em um tom fresco e contemporâneo no ambiente criado por Paola Navone. A bancada da cozinha em porcelanato torna o prazer de viver a cozinha fácil, intenso e seguro, seja para cozinhar ou desfrutar a mesa com alegria. Os pequenos revestimentos espelhados dão um toque brilhante à atmosfera suave e os mosaicos imperfeitos lembram o encanto especial das superfícies atemporais feitas à mão. Para Paola Navone, o ambiente “tem alguma coisa do clima especial da cozinha mediterrânea, um lugar fácil e amigável, onde cada elemento e detalhe é dedicado ao prazer de cozinhar e compartilhar a boa comida com alegria e simplicidade. Como acontece nas cozinhas do sul do mundo, Ásia para a Europa e para a América do Sul, onde todos são sempre bem-vindos, mesmo os convidados inesperados.”

Serviço
Mostra Unlimited
De 14 de outubro de 2020 a 21 de fevereiro de 2021
Inscrições para o evento e visita virtual: https://materiais.portobello.com.br/mostra-unltd
Onde: Fábrica da Portobello, em Tijucas (SC)