30/09/2016 — Texto: Divulgação

Segunda parte da maior e melhor mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas, a 30ª edição da CASACOR SP.

Terraço Gourmet — Joana Requião

O espaço, inspirado em casas de campo, de 56 m², traz uma proposta elegante e acolhedora que desconstrói o conceito tradicional de terraços e varandas. O projeto propõe a utilização do ambiente como uma extensão do living. A arquiteta optou por uma decoração contemporânea, sofisticada e com móveis de design high end, como poltronas de Lina Bo Bardi, Jorge Zalszupin e Oscar Niemeyer. Joana desenvolveu uma mesa de latão dourado em parceria com o estúdio Amado. O paisagismo exuberante é assinado pelo Studio Externo e conta com uma parede de rocha que faz um contraponto rústico com a sofisticação do mobiliário e revestimentos. A iluminação e ventilação naturais foram valorizadas através da utilização de vidro transparente em toda a extensão do teto e janelas móveis de brise, de madeira envernizada em tom café. A paleta de cores ainda mescla dois tons neutros, o bege e o cinza.

Cozinha Essencial — Marilia Pellegrini

Esse espaço teve inspiração na cozinha dinamarquesa. O uso de madeira, superfícies brancas, muita luz natural (nesse caso simulada atrávés de um backlight) e um desenho minimalista, unidos ao conceito da “cozinha de conversação”, traduzido da palavra “cozinha” para os povos escandinavos, resultou num espaço versátil, funcional e sem muitos elementos, contendo o estritamente necessário para o uso de uma cozinha e uma lavanderia na casa nos tempos atuais. O uso do bambu (madeira com alto potencial de reflorestamento) como protagonista nos revestimentos de piso e nos armários, agregado ao emprego de lâmpadas de led, equipamentos de baixo consumo de energia e até uma pequena horta, reforça o conceito de sustentabilidade, hoje condição primordial em qualquer projeto de arquitetura e interiores.

Casa Braile — Leo Romano

Autêntica e autoral, a Casa Braile, de Leo Romano, é uma celebração aos sentidos. O destaque são os painéis de alumínio microperfurados que envelopam teto e paredes, com o dizer “Lembre-se de esquecer”, colocando o visitante no universo do braile. Compõem o ambiente texturas diversas e muitas gradações da cor rosa, tanto na decoração quanto nos móveis – muitos deles pertencentes à nova coleção desenhada por Romano e batizada de Bailarina. Como recurso cênico, a superfície é retroiluminada e a paleta de cores definida por gradações de rosa passeia por móveis, tapetes, objetos, paredes e teto.

Sala de Almoço — Gustavo Paschoalim e Paulo Azevedo

A inspiração da dupla formada por Gustavo e Paulo brinca com referências do passado sem deixar o contemporâneo de lado, criando um ambiente aconchegante. Essa sensação vem dos lambris aplicados nas paredes no tom verde-celadon e do uso de linho e fibras naturais. A decoração conta com objetos dos séculos 18 e 19, com destaque para o canto com biblioteca e lareira, onde a proposta é relaxar depois das refeições.

Bar do Terraço — Gustavo Jansen

O Bar do Terraço tem, propositalmente, ares de residência com acentuada influência retrô associada a uma iluminação e fechamentos de vidro bem contemporâneos. Plafonds de vidro das décadas de 1960 e 70 dão brilho e requinte. O esquema de cores e as referências afro-indígenas nos objetos e em algum móvel trazem uma estética brasileiríssima coroada pela mistura de peças importantes de nomes como Joaquim Tenreiro, Jorge Zalszupin, Jean Gillon e a francesa Maison Jansen. Tudo revestido com tecidos assinados pela dupla Gregório Kramer e Attílio Baschera, com estampas de folhagens, bananas e toile de jouy dos prédios de São Paulo.

Sala de Música — Michel Safatle

A lembrança da avó tocando piano foi a inspiração do arquiteto para o ambiente que criaria – um espaço intimista, em formato de lounge, que estimula a permanência e o convívio entre as pessoas. Na decoração, Michel misturou arte e mobiliário de época, além de fazer um contraste com a cultura pop, tecidos luxuosos e estruturas modernas, que evidenciam seu repertório criativo.

Living dos Amigos — Alexandra Tobler

O estilo escandinavo e uma paleta de tons suaves desenham o Living dos Amigos, onde a atmosfera de conforto e aconchego predomina. Num clima de oásis urbano, a profissional montou uma parede verde de suculentas, escolheu um lustre de cristal de rocha e recorreu às memórias afetivas para pontuar o décor, como brinquedos antigos garimpados em brechós.

Banheiro Unissex 2 — Gustavo Neves

Quando o arquiteto Gustavo Neves recebeu a missão de projetar um banheiro unissex, ele foi além de um simples ambiente. O espaço começa por um spa, com uma banheira de pedra natural, sobre piso de cimento queimado. Nas paredes pintadas com tinta caiada em tons de cinza, janelas de demolição dos anos 1940 garimpadas por Neves. O ar intimista é expresso na iluminação voltada à laje histórica do Jockey Club e no foco às obras de arte, como as duas fotos de nus do brasileiro Ivan Erick. O ambiente funcional com 18 m² apresenta uma releitura do ato de banhar-se. Com o tema “Culto aos prazeres do corpo e da alma”, Gustavo criou um projeto cheio de simbologias, usando o concreto, a laca, o couro e os metais como materiais principais.

Unidade SHOJI 04 — Yamagata Arquitetura

Enquanto a vida nas megalópoles atravessa tempos coléricos, o trio de profissionais do Yamagata encapsula conceitos como paz, calmaria, design e ergonomia nesse ambiente urbano, atemporal e com forte influência nipônica. A unidade, batizada de Shoji 04, se desenvolve em 84 m² que remetem aos pequenos e aconchegantes espaços do Japão. Na prática, um grande volume de madeira absorve cozinha, banheiro e quarto, organiza o projeto espacialmente e deixa a luz entrar generosamente, em conexão com os preceitos de sustentabilidade e conexão com a natureza. O mesmo volume parece repousar delicadamente em paralelo a uma grande galeria onde se distribuem as áreas de estar e jantar. Um mix de temperaturas, texturas e percepções: madeira clara, ladrilho hidráulico, mármore e metal. O branco marca presença como cor predominante nas lajes de concreto, elementos industriais e paredes patinadas pela ação do tempo. A curadoria de arte traz a assinatura de Alessandro Sartore, reunindo obras de artistas com prestígio universal, alma e RG carioca.

Hot Spot! — Salvio Júnior e Moacir Júnior

A sala de estar Hot Spot! é um convite ao receber contemporâneo. Baseado em ambientes parisienses e nova-iorquinos – refletidos no layout, com o uso de boiseries e na escolha de materiais, como o metal –, o living é composto por um mobiliário de formas curvas, que aproxima as pessoas que o frequentam. A cor preta proporciona conforto e calor, reforçado pelo uso de lâminas de madeiras queimadas no revestimento das paredes. Os jovens designers Moacir Schmitt Jr. e Sálvio Moraes Jr., fundadores do CASAdesign Interiores, apresentam o ambiente, com 59 m², que traz o olhar contemporâneo do morar, envolvido numa atmosfera urbana e sofisticada. As paginações é geometrizada e revelada por meio do uso de boiseries e de painéis amplos de madeira.

Estúdio de Criação — Esther Giobbi

Em seu projeto para a Firma Casa, Esther Giobbi criou uma instalação com os móveis rústicos de madeira clara, inseridos como se estivessem em uma mata tropical. Os móveis são de vários autores, a maioria dos irmãos Campana, como a poltrona Cangaço, os armários Capacho, a luminária Fragments de vidros de Murano e cadeiras In Between de carvalho, do designer Sami Kallio (Dinamarca). O aparador up/side/down é uma edição limitada dos designers Nat Wilms e Andrea Zambelli e o banco Bent, com lâminas de carvalho, junto das poltronas Esther de veludo, da Firma Casa, fazem o contraponto com o clima brasileiro.

Estúdio Jabuticaba — Nildo José

O protagonista desse loft de 43 m² é um banco multifuncional de concreto que percorre todo o perímetro do espaço. Ao entrar, serve como chapelaria, depois, como aparador, prateleira, banco da mesa de jantar e apoio de lenha da lareira. A paleta de cor varia entre o cinza, o rosé, o preto e o nude da madeira canadense, que vai do piso sem rodapés até a metade da parede, dando a sensação de continuidade e amplitude. O nome escolhido para o ambiente é em homenagem a um exemplar da jabuticabeira suspensa por cabos de aço e envolvida pela técnica japonesa chamada kokedama.

Terraço — Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli

Natural e elegante, o ambiente de 36 m² com ares de gazebo de inverno teve como inspiração o charme e o aconchego que a natureza traz em suas diversas estações do ano. Do uso de cores neutras aliadas ao dourado fosco, da vidraçaria que envolve todo o ambiente à marcenaria, o espaço é acolhedor e convidativo. Uma deliciosa lareira centralizada garante a harmonia perfeita nos dias mais frios. Com grande incidência de luz natural, o paisagismo contrasta com a modernidade e os tons sóbrios do ambiente, que conta com plantas nativas e uma linda estante flutuante.

Escada das Luzes — Todos Arquitetura

Trata-se de uma escada logo na entrada do evento, passagem obrigatória de circulação, onde as pessoas participam de uma imersão com a luz. O objetivo do espaço é reforçar o conhecimento da marca Brilia junto aos visitantes, de modo a expor o versátil portfólio e a mostrar a importância da participação da Brilia na mostra.

Galeria da Imagem — André Carício

A Galeria da Imagem remete a um ambiente de luxo, aconchego, personalidade e tranquilidade. Na exposição muitas fotos, em sua maioria em preto e branco e confeccionadas pela Arte Plural Galeria, assinadas por artistas pernambucanos, como Thomas Baccaro e Yuri Seródio, que compõem o cenário junto a uma escultura de 4 m do artista Marcelo Silveira, confeccionada com madeira de reúso e será destaque no espaço. Para valorizar a galeria e completar o ambiente, André criou um aparador e uma arandela. O aparador, que tem o sobrenome do arquiteto – aparador Carício –, estará no catálogo do Empório Beraldin, já a arandela, chamada Six, foi desenhada para dar luz ao ambiente. Com seis “braços” e duas opções de cores, prata e dourada,a luminária estará disponível na SCATTO. A intenção de Carício é apresentar um trabalho integrado de design de interiores e arte, ressaltando texturas com liberdade para atrair olhares.

Cozinha Gourmet Todeschini — Guilherme Torres

Em sua terceira participação na CASACOR São Paulo, Guilherme Torres antecipa o futuro da cozinha como espaço de convivência mais elementar da casa num ambiente onde os elementos fogo e gelo cedem lugar à tecnologia da indução – e ao design da emoção. A comedoria doméstica será o espaço da casa que mais apresentará inovações na próxima década. Fugindo das convenções, lugares-comuns e raios gourmetizadores, a proposta de Guilherme Torres elimina de vez o conceito de casa grande e senzala.

Banheiro Feminino — Studio 011

O ambiente funcional de 13 m² acompanha o estilo art déco do prédio. Sofisticado, o espaço recebeu mosaico de mármore, no piso e parede, tons de off-white e cru e metais Deca em dourado matte. O teto ripado Duratex traz aconchego. As arquitetas Barbara Gomes e Giulliana Savioli, do Studio 011, desenvolveram todos os detalhes do espaço, desde o mosaico de mármore, os puxadores das portas e bancadas, até a marcenaria ripada do teto. Destaque para os metais de sensor Deca, feitos com acabamento gold matte especialmente para o projeto.

Sala dos Amigos — Denise Barretto

Presente há 14 anos no maior evento de decoração e design da América Latina, a arquiteta Denise Barretto criou, desta vez, um ambiente com atmosfera tipicamente masculina, que convida ao bem-estar e ao encontro entre amigos. No espaço de 47 m², propício para relaxar, cores sóbrias e atuais se espalham por móveis e revestimentos exclusivos, como o sofá curvo de 3,80 m (Artefacto), revestido de veludo chumbo e couro, e o generoso tapete de seda e lã em tons de cinza (By Kamy), verdadeiros curingas ao lado do assoalho de madeira (Parket). Juntos, acolhem os demais móveis de importantes designers, como Sergio Rodrigues, Jader Almeida (Dpot), Etel Carmona e Jorge Zalszupin. Na decoração com toques de elegância e a sensação de aconchego, uma das atrações é a mesa de madeira (Etel) que, entre várias funções, serve de apoio para o manuseio das bebidas. Perto dela fica a adega com lugar para 180 garrafas de vinhos, projetada sob medida com um sistema desenvolvido especialmente para o ambiente, o Feal Glass Slim (Tecnofeal). Na parede, cuja textura azul lembra o efeito do aço corten (lançamento da Terracor), Denise concebeu um compartimento que usa caixilhos de alumínio bem discretos e portas de correr com 3,30 m de altura.

Lounge do Barista — Olegário de Sá e Gilberto Cione

Um homem urbano, morador de qualquer grande cidade do mundo, apreciador de arte e, acima de tudo, amante de café. Essa é a descrição do possível proprietário desse lounge, arquitetado pela dupla Olegário de Sá e Gilberto Cioni. O hobby está expresso nos potes com diferentes grãos em cima da mesa e nas três máquinas modernas da bebida.

Banheiro Masculino — Beatriz Zamperlini e Mariana Zimmermann

Dentro do tema “celebrar”, as arquitetas buscaram enfatizar o prazer em apreciar detalhes de decoração. Como forma de fugir das cores escuras, que são referência em banheiros masculinos, a dupla escolheu o aço corten para a bancada. Entre os mictórios, divididos por um painel do mesmo material, um lambe-lambe com o desenho de uma pin-up ganha projeção no contraste com o papel de parede sóbrio. A sustentabilidade também foi um norte, tanto na escolha das luzes de led quanto no reaproveitamento de elementos utilizados em outros projetos. O ambiente tem 9 m², com inspiração no mundo moderno, utiliza materiais de ponta com um olhar para a sustentabilidade. O espaço foi todo pensado para que houvesse uma aproximação entre o mundo da decoração e os homens, e que fosse funcional e prático.

Adega — Triart Arquitetura

A Triart Arquitetura, formada pelos sócios André Bacalov, Kika Mattos e Marcela Penteado, estreia na CASA COR com a Adega de 13 m². O trio idealizou um ambiente com iluminação reduzida, tons sóbrios, móveis italianos e peças de antiquário. A mistura de elementos clássicos e contemporâneos garante um visual cool e, ao mesmo tempo, maduro e sofisticado. Destaque para a ousadia e criatividade dos arquitetos com a proposta de uma adega inusitada: blocos de concreto encaixados.

Tenda — René Fernandes

A vida na cidade se torna cada vez mais voltada para ambientes internos e temos cada vez mais vontade de nos sentirmos na natureza. As áreas externas, pátios e varandas se tornam, assim, um sonho de consumo possível. O projeto de René mostra que uma pequena área pode até ter uma lareira externa e servir como um ambiente multiúso para um café, um drinque ou mesmo para os momentos de relax. O paisagismo é de Mariana Castilho Barbosa, que fez um mix com 12 tipos de bambu e transformou a área num agradável jardim.

Experiência Ornare — João Armentano

Completando 30 anos no trade, a Ornare – referência em armários e móveis de alto padrão para cozinha, sala de banho, home theater e closet, há 30 anos no Brasil e há dez anos nos Estados Unidos – tem seu espaço com 200 m² assinado pelo arquiteto João Armentano. Interação é a palavra-chave nesse moderno apartamento. As paredes, revestidas com painéis de madeira da Ornare, também abrigam móveis camuflados, como os armários da cozinha, as estantes da sala de jantar e a mesa do home office – no piso, a escolha foi pela pedra dekton. Para manter a mesma fluidez nos espaços íntimos, não há separação entre quarto e closet e o piso de madeira se estende também ao banheiro, enquanto o pé-direito mais baixo cria uma atmosfera acolhedora.

Restaurante CASACOR — Bárbara Jalles

A arquiteta e designer de interiores Bárbara Jalles assina a repaginação do restaurante Badebec, tradicional espaço da mostra e o único que ficará para uso dos sócios do Jockey a partir do final da mostra. A profissional explorou conceitos, materiais e aplicou as mais diversas referências nos 225 m², sem perder as referências clássicas da arquitetura original.

Casa com Garagem Renault — Ana Maria Vieira Santos

Para esta edição da CASACOR, Ana Maria Vieira Santos mostra sua assinatura na Casa com Garagem Renault. Cheio de espaços amplos regados à luz natural, o projeto de 160 m², com jardins e um toque contemporâneo, evidencia a inconfundível atmosfera acolhedora e elegante da profissional.

Jardim da Casa — Bia Abreu

O fascinante jardim assinado pela arquiteta paisagista Bia Abreu emoldura a casa projetada por Ana Maria Vieira Santos, como um convite à apreciação. Apesar de atrair os olhos, a proposta deste jardim residencial não é apenas apreciar. Bancos e espaços de estar proporcionam uma experiência de integração das pessoas com a natureza. O exuberante jardim vertical de samambaias, columeias e lambaris contrapõe toda a horizontalidade do jardim de forma complementar, e é refletido por um espelho d’água linear. O jardim aposta em espécies brasileiras de folhas grandes com um vasto leque de tons de verde: filodendros, bananeiras e alpinias fazem parte deste refúgio tropical.

Jardim Caboclo — Marcelo Faisal

A Trancoso dos anos 1980 desembarca em São Paulo, personificada pelo Jardim Caboclo, projeto assinado por Marcelo Faisal. O jardim resgata a história do caboclo e da miscigenação oriunda da colonização brasileira. O paisagista mergulhou no baú de relíquias do acervo pessoal de Hugo França e trouxe peças icônicas para protagonizar o ambiente. Canoas, bancos, cascos, itens que tão bem representam o início da carreira de França, foram ambientados em 13 m² de areia, o que dá ainda mais destaque à madeira rústica que divide espaço com exuberantes coqueiros.

Espaço Deca — Marina Linhares

Dividido em sete ambientes: suíte máster, banho, área de exposição, living, sala de jantar, gourmet e deque, o Espaço Deca conta com uma área de 200 m² e promete atrair as atenções. Com dois espaços funcionais, a área gourmet e o banho, o projeto destaca as novidades em misturadores Deca, que imprimem uma atmosfera contemporânea, e traz referências históricas da Bauhaus, em que há uma relação íntima com a arquitetura. No projeto de Marina, tais referências podem ser conferidas por meio das linhas retas e pelo uso de grandes vãos, além de obras de arte e da ligação com a marcenaria e itens pré-fabricados.


Confira mais ambientes da CASACOR São Paulo: Parte 1 | Parte 3