18/09/2018 — Texto: dc33 Comunicação 

No quarto projetado por Ana Yoshida, o móvel sob medida aproveita a lateral da cama com um nicho que serve de criado-mudo.

A marcenaria cumpre um importante papel no design de interiores, seja ela sob medida ou planejada. É essencial conhecer as características das duas modalidades, já que ambas são bem-vindas em diferentes espaços, dos grandes aos pequenos. Para ajudar a fazer a melhor escolha, a arquiteta Ana Yoshida, do escritório Ana Yoshida Arquitetura e Interiores, especialista no assunto, reuniu os prós e os contras de cada alternativa.

Móveis Sob Medida

A grande vantagem dessa modalidade é sua fabricação na medida exata necessária. O móvel, criado conforme a especificação do arquiteto, se encaixa milimetricamente no ambiente.
Além disso, fazer algo sob medida permite a escolha de materiais, cores e acabamentos mais elaborados ou, ainda, mais específicos. É possível criar praticamente qualquer combinação desejada, conforme a disponibilidade do fabricante.

Esse trabalho é executado por uma marcenaria ou um marceneiro independente. Diferentemente das lojas de planejados, não costuma apresentar tantas possibilidades de parcelamento nem garantias de pós-venda. Caso o marceneiro independente tenha problemas financeiros, isso impedirá a garantia da entrega dos produtos, como acontece com as lojas, especialmente aquelas com mais tempo de mercado.

Móvel planejado

Essa alternativa se refere aos móveis pré-fabricados, que seguem as medidas estabelecidas pelo fabricante. Costuma ser vendido em módulos com padrões específicos – tanto de medidas, quanto de cores e materiais.
O custo de um móvel planejado varia bastante, podendo ser mais baixo ou mais alto que a opção do marceneiro. Quando comparado à marcenaria sob medida, fechar um projeto com lojas de móveis planejados apresenta maior garantia do pós-venda e a possibilidade de parcelamento. O prazo de entrega vai depender de cada fornecedor.
Além dos prós e contras de cada modalidade, há outro detalhe que sempre deve ser levado em conta no projeto de marcenaria: os materiais. Com grande escopo de possibilidades, destacam-se o MDF e o MDP, de acabamento laminado ou laqueado.

MDF

“Por ser uma madeira mais maleável, permite mais criatividade no design do móvel. Ele pode receber formas arredondadas e com riqueza de contornos”, explica Ana Yoshida. O MDF tem essas características por ser formado de fibras de madeira prensadas sob altas temperaturas. Por manter qualidades próximas às das madeiras naturais, porém sem seus veios e nós, o material é de fácil manuseio. Também recebe mais facilmente a aplicação tanto de pintura como de PVC. Com melhor acabamento, costuma ser entre 25% a 50% mais caro que os outros tipos de madeira.

MDP

Assim como o MDF, O MDP é um painel de madeira de média densidade. A diferença é que ele é feito não de fibras, mas de partículas de madeira, como pó e serragem. Essas partículas são resinadas e aglutinadas, passando por altas temperaturas. Entre ambos, não é tão maleável e é o mais usado na fabricação de móveis residenciais e comerciais de linhas retas, como os tampos laterais. O MDP tem preço de mercado menor que o do MDF e os materiais podem ser usados juntos, reduzindo o custo do móvel e mantendo as possibilidades estéticas que o MDF garante.

Compensado

É produzido a partir de lâminas de madeira prensadas. Coladas em sentidos diferentes, a técnica garante sua resistência e o não empenamento da madeira por mais tempo. É mais usado, geralmente, em marcenarias artesanais.

Confira outras dicas para móveis planejados e sob medida

Seja qual for a modalidade escolhida, comece o trabalho planejando bem o espaço e identificando as necessidades da família naquele ambiente.

Para escolher a empresa, vale conferir os trabalhos entregues, seguir indicações e pesquisar em sites, como o Reclame Aqui.

No recebimento dos móveis em casa, é necessário verificar se o que está sendo montado corresponde ao projeto executivo. Não deixe de conferir cuidadosamente dimensões, acabamentos e aberturas de portas.

Uma dica para o pagamento é dar o sinal somente após a aprovação do layout. Por garantia, vincule pelo menos uma parcela à entrega e outra ao término da montagem revisada. Só pague à vista para lojas de confiança ou se houver descontos consideráveis.

www.anayoshida.com.br