26/12/2020 — Texto: dc33 Comunicação | Fotos: Henrique Ribeiro e Renata Caro

Os metais coloridos, como dourado, rosé, cobre, preto e grafite, estão entre os mais procurados para quem deseja um visual moderno

Febre nas últimas feiras nacionais e internacionais, os metais coloridos são uma grande tendência na decoração de cozinhas, varandas gourmet, banheiros e lavabos. Cores como preto, grafite, rosé, dourado e cobre estão entre as mais procuradas para quem deseja dar um visual diferente para esses espaços. Para começar 2021 com o lar renovado, o escritório PB Arquitetura, de Bernardo Tressino e Priscila Tressino trazem dicas sobre essas peças. Confira!




Escolha dos modelos

No grupo de metais figuram torneiras, chuveiros, registros, toalheiros e outros acessórios que compõem os principais ambientes da casa. Porém, muita gente ainda tem receio de incluir uma peça diferente das convencionais em inox e com o acabamento cromado. Porém, os profissionais afirmam que não é preciso ter medo, basta ter bom senso e buscar a harmonia, tanto nas cores, como no estilo de décor.

A escolha do metal colorido tem relação direta com o estilo do ambiente. Essas peças representam um ponto de destaque, por isso é bom ficar atento. Se quiser deixar a atenção focada em outros elementos, como um revestimento, por exemplo, a orientação é utilizar metais mais discretos, com o acabamento cromado mesmo” recomenda Bernardo Tressino. “Porém, se a ideia for uma decoração geral mais neutra e leve no cômodo, então é possível optar por metais de cores diferentes, para que esses ganhem todas as atenções”, completa.

Como combinar?

Para quem não sabe por onde começar, Priscila indica os dourados e rosés em combinação com ambientes mais delicados. Já os pretos e grafites com propostas mais sóbrias, modernas ou industriais. Os cobres têm dupla função: marcam presença em ambientes mais neutros, mas também são a cara do décor industrial. É importante lembrar que todos os metais do cômodo precisam ser da mesma cor!

O clássico dourado tem inspiração no luxo dos palácios, em que a moda era ter muitas peças feitas de ouro. Hoje, os metais são feitos de níquel com pintura dourada, mas ainda são sinônimos de luxo e elegância. Nunca saem de moda! Já o rosé é uma nova tendência tão forte, que está na decoração e na moda com presença garantida em luminárias, puxadores, joias, celulares, entre outros objetos de desejo. Já para quem faz o estilo minimalista, contemporâneo e industrial, uma boa alternativa são os metais escuros como pretos e grafites” recomenda Priscila Tressino.

Atenção!

Para quem está em busca de uma reforma mais acessível, talvez não seja o momento ideal para investir nessas peças, pois elas podem sair cerca de 50% mais caras que as tradicionais. “Porém, o resultado final vale muito a pena!”, comenta Priscila.

Os profissionais de arquitetura também não indicam a pintura feita em casa de peças em inox em outras cores (seja pelos moradores ou mesmo por um pintor ou empresa profissional). “Nós não recomendamos esse tipo de pintura, pois o resultado pode não ficar tão bonito, nem oferece tanta durabilidade, em razão do desgaste do dia a dia. O ideal é adquirir as peças prontas e de empresas de qualidade no mercado”, aconselha a dupla de arquitetos.

 

Para mais informações, acesse o site www.pbarquitetura.com.br ou o Instagram @pbarquiteturanoinsta