008/003/2021 — Texto: Pati Nuñez Agency | Fotos: Meritxell Arjalaguer 

O escritório Kirsten Schwalgien Design assume o piso térreo de um espaço histórico e o reinventa como uma residência ousada e personalizada

Famosa por sua experiência em design de iates e destreza técnica, a designer de interiores alemã Kirsten Schwalgien, com sede em Barcelona, transformou o piso térreo do espaço histórico Casa Bures em um loft residencial de última geração, completo com móveis feitos sob medida e projeto arquitetônico. A renovação respeitosa, porém, ousada, deste espaço icônico renomeado Loft BuresQ, rendeu a Kristen Schwalgien Design prestigiosos prêmios internacionais, incluindo o Prêmio Alemão de Design.




Um dos melhores exemplos da arquitetura modernista no bairro Eixample de Barcelona, a Casa Bures foi originalmente encomendada em 1905 pelo magnata têxtil catalão Francesc Bures e construída pelo contemporâneo de Gaudi, Francesc Berenguer. Sua fachada impressionante, entrada ornamentada, telhado de vitral e escadaria esculpida em pedra são todas características de destaque do edifício protegido, que foi comprado pela Bonavista Developments Company e transformado em 26 apartamentos residenciais em 2014. Kirsten Schwalgien Design foi contratada para converter o apartamento térreo em uma residência principal sofisticada com um toque masculino atemporal.

Anteriormente o armazém e local de produção eram onde as carruagens ficavam armazenadas, o apartamento térreo de 240m² foi agora transformado em um loft de dois quartos com um layout versátil e aberto, que mantém os elementos icônicos de seu passado, conforme exigido pelo Departamento de Patrimônio Arquitetônico de Barcelona, mas também de acordo com a própria filosofia de Schwalgien. O design atual mostra a porta de madeira original cuidadosamente restaurada e todas as vigas e pilares permanecem expostos, apoiando o teto preservado ‘Volta Catalana’ (abobadado). Uma sequência de janelas industriais garante o isolamento e permite a entrada de luz natural. “No início, o Departamento de Patrimônio da Arquitetura relutou em aprovar nossas mudanças, dada sua reticência sobre como esse espaço histórico coexistiria com os requisitos de uma residência atual. Mas depois de algum tempo, eles reconheceram o grau em que a reforma proposta respeitava o design original e ficaram muito entusiasmados ao ver os resultados”, disse Schwalgien.

Típico de um projeto de Kirsten Schwalgien Design, quase todas as peças de mobiliário foram personalizadas para combinar com o estilo de vida do cliente e estética pessoal, bem como com o contexto do espaço. Trabalhando com materiais naturais tanto quanto possível, Schwalgien faz questão de destacar suas características únicas inerentes, um processo que resulta no que ela chama de “beleza não convencional”. Na cozinha Loft BuresQ, por exemplo, os armários de castanha fumê são folheados e tratados para manter a qualidade tátil original da madeira e enfatizar seus padrões de grão únicos. Outro projeto feito sob medida, a mesa de jantar apresenta um tampo de latão vintage sem tratamento, com cada perna da mesa feita dos quatro materiais primários usados no loft: folheado tulipie, folheado castané puro, mármore verde da Guatemala e espelho dourado. “Para mim, é muito importante usar materiais que sejam duradouros e envelheçam com elegância – tanto por sua sustentabilidade quanto porque permitem que você forneça o design com materiais puros que tenham estilo e caráter próprios.” – Kirsten Schwalgien.  

Experimentando acabamentos inovadores, ela alterna texturas frias e quentes, brilhantes e ásperas, suaves e duras, para projetar espaços que estimulam os sentidos: em todo o loft, o envernizado de poros abertos cria um contraste satisfatório com as paredes originais de tijolos expostos, enquanto o piso combina microcimento com parquet.

A destreza técnica de Schwalgien e a atenção meticulosa aos detalhes adquiridos em 16 anos de experiência em design de iates brilham na tecnologia de ponta instalada, como o sistema de LED bio-dinâmico embutido no teto abobadado, persianas e cortinas que fornecem iluminação sutil em todo o loft. Um sistema de automação residencial recebe informações de diversos sensores para adaptar luz, cor e brilho de acordo com a hora do dia.

Sua abordagem inovadora maximiza consistentemente espaço, privacidade e estética por meio de detalhes de design inteligentes, como portas deslizantes ocultas e um sistema de ar-condicionado cuidadosamente escondido. No pátio iluminado, um poço de ar é totalmente coberto por um jardim vertical; e o quarto principal é separado da sala de estar por uma estrutura de madeira em forma de caixa que também abriga um closet e um banheiro social. Outras características ousadas e confiantes do Loft BuresQ incluem as obras de arte, obtidas e encomendadas por Kirsten Schwalgien Design, como o sinal de néon acima da parede da cozinha, onde se lê “Que as pontes que eu queime iluminem o caminho”.

Veja outros projetos residenciais e também de iates realizados pelo escritório Kirsten Schwalgien Design em seu site www.schwalgien.com ou em seu Instagram @kirsten_schwalgien_design