27/09/2017 — Texto: Cobogó Relações Públicas | Fotos: Julia Ribeiro

Difícil imaginar um clima de sossego no coração do Itaim Bibi, agitado bairro paulistano.

Mas neste apartamento assinado pelo Tria Arquitetura, das arquitetas Marina Cardoso de Almeida e Sarah Bonanno, o ‘clima de casa’ foi alcançado após a reforma. Tendo a naturalidade como premissa, as cores claras e naturais, muito verde e a fluidez deram o tom ao novo projeto.

Original dos anos 70, o imóvel nunca havia passado por uma reforma e a cozinha estava separada da sala e da copa. “Pensamos em usar os espaços o máximo possível integrados, levando em conta algumas necessidades da família, como área de serviço e cozinhas generosas”, explica Sarah Bonanno, irmã da moradora Marina Bonanno, que vive no apartamento com seu marido e os dois filhos pequenos.

O programa do apartamento divide-se em três quartos (sendo duas suítes e uma com closet), sala de jantar com estar e tv integrados, cozinha com copa integrada e com possibilidade de interação com o jantar, além da área de serviço com suíte para empregada.

Com 157m², a integração dos ambientes trouxe leveza, possibilitou a ventilação cruzada e mais luz natural. Somando-se às mudanças, vieram as referências em madeira, ladrilho hidráulico e as cores claras. O resultado foi uma casa prática e acolhedora.

As arquitetas reforçam que dois revestimentos foram o ponto de partida para as demais decisões. Como a ideia era trazer natureza e verde para o apartamento, foi preciso escolher um piso de fácil manutenção já que a sala de estar ganharia uma parede verde com irrigação automática; por isso, adotou-se o porcelanato. A predominância da cor clara permitiu o uso da madeira na marcenaria e moveis em abundância. Já o ladrilho hidráulico azul veio para trazer aquele toque de casa acolhedora, com clima de família.

O mobiliário seguiu a linha da casa brasileira, com design limpo de linhas modernistas, madeira natural. Assim a paleta foi se formando dentro do esperado: verde da natureza, madeira, muita luz natural, toques de tecido e cor na cozinha.

O destaque vai para a cozinha, onde foi possível reunir os elementos que os clientes gostariam de ter no espaço: leveza com aconchego. Ficou como aquelas cozinhas da avó em que não se quer sair dali e ao mesmo tempo tem a praticidade e modernidade dos tempos atuais.

Para as arquitetas, esse é um projeto transmite uma sensação gostosa com clima de casa, com espaços integrados que permitem fluidez e encontros de família. O uso dos materiais naturais em sua maioria e em tons neutros contribuiu para isso: um espaço descomplicado para viver bons momentos.

www.triaarquitetura.com.br