07/11/2016 — Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Bruce Hemming

Uma abordagem revolucionária para o design corporativo.

Com um reconhecido gosto pelo luxo sofisticado, o designer Louis Henri criou uma abordagem revolucionária para o design corporativo em um projeto de interiores para um conjunto escritórios em Mayfair, Londres, em que a tradicional austeridade deu lugar às curvas e texturas suaves.

Nascido na África do Sul, o designer Louis Henri está estabelecido desde 2007 em Londres e é reconhecido por criar projetos de apartamentos deslumbrantes por todo o mundo, em lugares como Cote d’Azur, Paris e Dubai. Cada pequeno detalhe, desde o mobiliário até os carpetes, dos lustres à maçaneta das portas, é personalizado sob os mais criteriosos padrões de exigência. Em muitos casos, as peças são criadas pelo próprio designer e desenvolvidas por seu irmão Balthasar, um consagrado marceneiro.

O pedido do cliente era por uma espaçosa sala de reuniões, com uma mesa especialmente projetada para acomodar até doze pessoas, com equipamentos para conferência de alta tecnologia, além de uma área de estar adicional que encaminha naturalmente os visitantes para o terraço aquecido. Louis instalou cortinas blackout para garantir o controle da iluminação durante as videoconferências.

Entre as fotografias e pinturas selecionadas pelo curador de arte Sascha Bailey, estão uma obra de Damien Hirst, um dos artistas contemporâneos mais consagrados no mundo.

Os bandôs listrados de cinza ajudam a equilibrar o tom mais pesado das molduras clássicas. Nas paredes, o laço de fitas e a grinalda, feitos de gesso, receberam acabamento artesanal com folhas de ouro.

A escultura de um cavalo foi uma estratégia engenhosa para se criar uma separação visual entre a área de estar e a mesa de reuniões, demarcando os dois ambientes. A mesa de centro, com base de correntes douradas, foi adquirida na tradicional Maison & Objet.

O escritório, localizado em uma grande e antiga casa, fica a poucos metros de Mount Street e Park Lane (nomes que são sinônimos de luxo e elegância tradicional). O edifício tem interiores adornados com mármore e gesso de primeira linha.

O projeto precisou ser realizado rapidamente, para que os serviços não interrompessem demais o cotidiano da empresa. Tudo foi finalizado em cinco semanas. Nenhuma mudança estrutural foi necessária e as paredes foram pintadas em snow white, um cenário perfeito para o designer concretizar sua ideia: um projeto que proporcionasse a eficiência profissional, mas que sugere sutilmente a informalidade de uma residência.

www.louishenri.com