23/11/2018 — Texto: Exata Comunicação | Fotos: Marcelo Donadussi

Já faz algum tempo que o uso da cor preta em projetos arquitetônicos deixou de significar sobriedade e monotonia – agora, remete a um estilo urbano e elegante.

A arquiteta Manoela Py, do escritório Pura! Arquitetura, foi responsável por levar essa atmosfera cosmopolita à cozinha de 8,14 m² de um apartamento com três dormitórios localizado em Porto Alegre (RS). Os moradores, um jovem casal que utiliza bastante o cômodo, inclusive a churrasqueira integrada, queriam um ambiente prático, charmoso e confortável.

Os proprietários quiseram aproveitar alguns móveis da moradia anterior, por isso, a arquiteta levou essas características em consideração para escolher as cores dos novos itens, todos na paleta de branco, preto, tons de bege e amadeirados para garantir uma ambientação harmônica.

“O que fizemos foi projeto de mobiliário fixo, bancadas e escolha de todo o mobiliário solto. Também selecionamos e instalamos luminárias de acordo com o layout do projeto”, conta a arquiteta.

Um dos destaques do projeto é o fato de que, mesmo com a predominância da cor preta, não é um cômodo ‘pesado’.

Para encontrar esse equilíbrio, alguns truques: piso, paredes e forros brancos; bom sistema de iluminação; pouca variedade de revestimentos e um espelho sobre a bancada para contribuir com a atmosfera urbana e dar sensação de amplitude.

“Outro fator que contribui nesse ambiente é o pé direito alto, assim os móveis aéreos não encostam no forro e mudam a percepção do ambiente, deixando-o mais amplo. Estabelecemos, assim, o contraste de elementos necessário para uma cozinha atemporal”, completa.

“Os projetos assinados pelo Pura! Arquitetura buscam estabelecer ambientes atemporais, desvinculados de modismos, para que os clientes não enjoem dos espaços de suas casas. Assim, a cozinha deste apartamento não foi pensada isoladamente – ela faz parte de um projeto maior de ambientação com as salas, uma vez que é totalmente integrada. Buscamos criar um ambiente prático, bonito e jovem para a vida cotidiana acontecer”, finaliza Manoela.

www.puraarquitetura.com.br