24/10/2019 — Texto: Lara Savana | Fotos: Ivo Tavares Studio

O apartamento de 60m² é parte de um prédio construído na década de 60 e está localizado na Vila Nova de Gaia, em Portugal

A planta original estava dividida em pequenos espaços articulados por um hall de entrada e um corredor de distribuição. O objetivo da reforma, que foi assinada pelo escritório HAS – Hinterland Architecture Studio, foi maximizar o espaço útil da habitação, demolindo o interior e reorganizando a planta.

Durante as primeiras demolições, o escritório encontrou algumas dificuldades em relação a infraestrutura do edifício, impossibilitando a alteração da localização da cozinha e do banheiro.

Com um orçamento reduzido, a estratégia foi demolir as paredes divisórias desnecessárias, alterar os vãos e introduzir isolamento térmico e acústico nas paredes exteriores.

A nova planta mantém a localização original dos quartos e do banheiro, enquanto o hall de entrada, cozinha, sala e marquise se transformam num espaço único, permitindo a entrada de luz natural em todo o apartamento.

Desde a primeira visita ao local foi determinado que o assoalho existente seria um elemento importante e deveria se manter na casa. Por esse motivo, foi recuperado e completado, enquanto as paredes e os tetos foram pintados completamente de branco e a carpintaria foi desenhada como um elemento contemporâneo em painéis de fibras de madeira coloridas.

Para saber mais, acesse: www.hinterland-as.com