10/12/2017 — Texto: dc33 Comunicação | Fotos: Divulgação

Com 240m² o imóvel apresenta integração de ambientes e peças de mobiliário com design nacional.

Reforma de arquitetura e decoração que promoveu uma mudança completa no apartamento. Esse foi o trabalho realizado pelo escritório Korman Arquitetos, comandado pelos profissionais Ieda, Silvio e Carina Korman. Com um total de 240m², o imóvel, localizado em um prédio antigo no bairro do Itaim Bibi, na capital paulista, foi adquirido por um jovem casal que revelou aos arquitetos o apreço pela arte e o design.

De forma geral, o pedido revelou-se no desejo de ter um apartamento com predominante claridade – tanto com a luz natural, como na iluminação planejada –, ambientes amplos e estilo contemporâneo por meio de mobiliário com assinatura de grandes mestres do design brasileiro.

Inabitado por muitos anos, o apartamento sofreu uma reforma radical. Com a obra, foram eliminados vários níveis na sala de estar, assim como as diferenças de pé-direito, por conta de grandes vigas em diversos pontos. Além disso, a integração de ambientes tomou corpo por meio da eliminação de diversas paredes.

Logo na entrada, o hall social ganhou uma porta pivotante, em laca branca, com desenhos assimétricos em alto e baixo relevo. Para revestir as paredes, foi escolhido o papel em palha asiática da Celina Dias completada por espelho em todo pé-direito. Para completar, um arranjo de flores traz sempre um clima natural.

Para os 36m² da sala de estar, a Korman escolheu o piso em Travertino rústico e, para compor, o design exclusivo do tapete em seda e ramy, de origem nepalesa, da Rug Revolution Tapetes. Em seda, o sofá da Beraldin traz aconchego ao espaço que ainda conta com três poltronas de Sergio Bernardes, adquiridas na Dpot e mesa de centro em nogueira, com tampo de vidro, projetada pelo escritório.

No cantinho da leitura, poltrona e pufe em couro Charles Eames, além do banquinho, servindo como mesa lateral, assinado pelo design Sergio Rodrigues, combinam com a mesa lateral da Dpot e escultura da Galeria de Arte André. Bem próxima, a área da lareira ganhou dois nichos nas paredes laterais para receber esculturas, além de uma caixa de cristal, onde a lareira foi instalada.

Na sala de TV, uma das vigas foi revestida pelo sistema drywall e envolvida por um móvel de nogueira americana. Desenhado com exclusividade pela Korman, incorpora, além do home theater, uma escultura da artista brasileira Sonia Ebling, adquirida na Galeria de Arte André. Para acomodar-se, duas chaises, estofadas em lona branca, da Artefacto.

Passando para a sala de jantar, mesa e cadeiras em laca preta se harmonizam com o aparador ancorado às paredes laterais, possibilitando que a cortina fosse posicionada atrás do móvel. Fechando o décor, ao fundo, a parede em espelho destacou o quadro pertencente ao casal. Por conta de suas pequenas dimensões, o lavabo traz uma cuba em mármore esculpida e parede revestida por papel no tom palha asiática.

Na suíte de casal, a cabeceira foi concebida com painel em níveis executado em marcenaria e revestido com tecido de algodão rústico – um contraponto com o tom claro que predomina em todo o quarto, incluindo o carpete. Para completar, a lateral foi finalizada com espelho projetado com altura que vai desde o criado mudo, desenhado pela Korman, até o forro. A cortina em gaze de seda combina com a colcha e a cabeceira.

Atendendo um pedido dos moradores, a suíte também contempla o escritório. Em madeira de nogueira americana, o escritório projetou a bancada de trabalho, que ainda acopla parede de drywall pensada para hospedar a TV. Ao fundo, uma estante com nichos abriga os livros e objetos de viagem que integram a coleção do casal.

www.kormanarquitetos.com.br