14/02/2020 — Texto: Panapaná Estúdio de Projetos  | Fotos: Rafael Roncato

Estilo industrial dos lofts e o universo da música serviram de inspiração para o novo décor deste projeto

Apartamentos pequenos, principalmente, pedem soluções criativas que fazem os espaços renderem. Esse foi o mantra seguido à risca pela arquiteta Isadora Araujo, do escritório Panapaná Estúdio de Projetos, ao planejar a reforma da moradia de apenas 45 m². A profissional se deparou com um agravante: o edifício foi construído em sistema de alvenaria estrutural, ou seja, nenhuma parede poderia vir abaixo, nem mesmo os pontos de tomada poderiam ser alterados. Assim, além das limitações de espaço, o projeto precisaria vencer as restrições estruturais.

Localizado no bairro do Ipiranga em São Paulo, o apartamento foi transformado em um refúgio moderno. O morador, um jovem engenheiro de software, trouxe referências que misturavam o estilo industrial dos lofts nova-iorquinos e a parte descolada do universo da música, uma de suas grandes paixões. “A ideia foi deixar canos de cobre, conduítes e cabos de iluminação à mostra para imprimir um efeito industrial na decoração”, explica a profissional.

Em três meses de obra, entre entregas da marcenaria e decoração, a arquiteta conseguiu montar um projeto que combinasse todos os desejos do cliente. Mesmo com medidas reduzidas, tudo teve o seu espaço. “Solucionamos esse problema otimizando cada cantinho de forma inventiva, com saídas personalizadas para os ambientes”, contou. Ao entrar no imóvel, a primeira mudança que chama a atenção é a parede com violões e guitarras, pendurados como se fossem obras de arte. Amante de música, o morador coleciona instrumentos, por isso pediu um local especial para expor, orgulhosamente, os instrumentos. Os objetos também ganharam uma parede em destaque no ambiente.

A ampla sala de estar foi integrada à cozinha e juntos reúnem as soluções mais engenhosas da reforma. Para aprimorar a sincronia entre os cômodos, o mesmo piso, cimento queimado, aparece em todos os cômodos. Isadora ainda precisou administrar expectativas, ao mesmo tempo em que priorizou a praticidade do apartamento.

Dono de uma personalidade receptiva, o cliente requisitou um sofá grande que coubesse muitos convidados. Porém, com uma profundidade limitada, a saída foi adaptar a peça em couro caramelo para ter mais largura. “Quase todos os itens desse apartamento foram desenhados e personalizados por nós para que cada cantinho tivesse máximo de aproveitamento”, revela a arquiteta da Panapaná.

A cozinha, por sua vez, é um caso especial. O Panapaná criou soluções interessantes para o máximo aproveitamento, apesar do local reduzido. Na bancada de pedra, para economizar espaço, a profissional escolheu uma torneira tipo monocomando tripla: água fria, filtro e água quente em uma única peça, que, por solicitação do cliente, possui aquecimento a gás para reduzir a conta de energia elétrica. Na parede, um faqueiro facilita o dia-a-dia na hora de preparar as refeições. A geladeira de inox é suficiente para guardar frutas, bebidas e comidas do morador. O revestimento subway tiles reforça a atmosfera industrial do apartamento.

A mesma bancada que apoia a televisão e serve de mesa de jantar tem muito espaço escondido. Abaixo do móvel versátil é possível posicionar o micro-ondas, uma adega, além de gavetões e armários para despensa. “Com um bom planejamento não faltará local para guardar os utensílios diários”, conta a arquiteta.

O quarto também precisou de uma atenção especial. O morador desejava ter uma cama queen size e isso poderia ocupar muito espaço, tornando o cômodo estreito. Porém, a expertise da arquiteta entrou em ação mais uma vez. A solução encontrada foi apostar em compartimentos semi-suspensos. Desse modo, foram construídos dois guarda-roupas na vertical e na horizontal. Ainda sobrou espaço para colocar uma televisão na parede para os dias de preguiça. Sonho realizado com sucesso!

O banheiro da suíte segue o mesmo estilo industrial do apartamento. Mais uma vez o revestimento subway tiles, feito com pastilhas da Cerâmica Atlas, aparece nas superfícies. Para trazer mais bem-estar, o box foi ampliado. Um armário camuflado foi colocado atrás do espelho sobre pia, já que a mesma tem um espaço de apoio reduzido. Assim, os itens necessários possuem um lugar organizado.

Depois de muitas mudanças e desafios vencidos, o apartamento se encaixou perfeitamente no estilo de vida agitado do dono. “Conseguimos transformar um imóvel pouco convidativo em um lugar descolado, divertido e moderno para um jovem solteiro que ama receber os amigos, cozinhar e tocar sua coleção de guitarras nas horas de lazer”, finaliza Isadora.

Para saber mais, acesse: www.panapana.arq.br