Com a saída dos três filhos de casa, economista convocou novamente a arquiteta Patricia Marinho para adaptar a mesma morada ao seu novo estilo de vida

O cliente já tinha contratado a arquiteta Patricia Marinho há 15 anos para comandar a primeira reforma deste apartamento de 260 m², em Itanhangá, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro/RJ. Na época, o projeto levou em consideração a vida agitada de uma residência de 4 quartos, onde moravam também seus 3 filhos adolescentes.  Com a saída dos filhos de casa, ele convocou a arquiteta novamente, desta vez para adaptar o apartamento ao seu novo estilo de vida.




No novo projeto, a piscina que havia na grande varanda aberta, por exemplo, foi eliminada e seu espaço foi totalmente incorporado à área social. Além disso, dois quartos foram transformados em uma generosa suíte principal. “Retiramos a esquadria da varanda que limitava o uso dos ambientes e transferimos o fechamento dela para a fachada do prédio. Além de ampliar bastante a área social, este recurso possibilitou também novas interligações com a suíte”, conta a arquiteta.

Segundo Patricia Marinho, os principais elementos inspiradores do projeto foram o paisagismo e a iluminação. “Abrimos a vista para as montanhas e a floresta do Itanhangá, integrando-a de forma definitiva ao apartamento, e a luz natural passou a alcançar todo o living. A suíte principal também se beneficiou do verde lá fora e da luz vinda de uma claraboia, que ajudou a delimitar visualmente um ambiente de estar íntimo e aconchegante”, completa.

Com a recente reforma, o mobiliário foi parcialmente renovado para se adequar ao novo estilo de vida do morador. Móveis de qualidade que já existiam no apartamento, como o sofá do living com tv e o conjunto da sala de jantar, foram restaurados e mantidos.  Já a varanda recebeu tapetes e móveis novos, com destaque para as poltronas Paulistano (de Paulo Mendes da Rocha). A poltrona Oscar (de Sergio Rodrigues) foi adquirida especialmente para a suíte.

Ao alcance dos olhos de quem está no living, um painel de azulejos do arquiteto Noel Marinho (pai da arquiteta, falecido em 2018) ganhou lugar de destaque na parede ao fundo da varanda fechada. Posicionada sob a claraboia para se beneficiar da luz natural, esta composição foi criada por Noel em 2013 a partir de suas matrizes chamadas Corbu e o dimensionamento do painel, com 1,24 x 1,86m de altura, foi estudado para o local já na finalização do projeto. O material é bastante resistente aos raios solares e seus tons de verde e azul sobre fundo branco transmitem a sensação de frescor.

Patricia Marinho Arquitetura & Design 

www.patriciamarinho.com.br        @patricia_marinho_arq