29/08/2018 — Texto: dc33 Comunicação

Assinado pelo arquiteto Pietro Terlizzi, apartamento de 76 m² tem ambientes integrados e décor com materiais rústicos

Depois de viver na cidade de Barcelona, na Espanha, e também nos Estados Unidos, o morador queria trazer um pouco desses lugares para seu apartamento em São Paulo. O arquiteto Pietro Terlizzi, do escritório Pietro Terlizzi Arquitetura, responsável pela reforma e pelos interiores, decidiu integrar os ambientes e mesclar materiais brutos com elementos delicados. O resultado é uma morada de estilo rústico e moderno, inspirada nos lofts de Nova York e da Europa.

A planta original era bem compartimentada, os ambientes eram pequenos e a varanda enorme, se comparada ao restante do apartamento. Assim, o ponto principal do projeto foi viabilizar a integração da área social. Para isso, foi necessário fazer uma mudança radical na disposição dos ambientes, trocando o espaço da cozinha e lavanderia para a antiga posição do lavabo.

Para unir sala e varanda, o profissional optou pelo fechamento em vidro da fachada, dando ao loft uma ‘vitrine’ de 12 metros para a vista de São Paulo. Além do skyline, o recurso permitiu a entrada de iluminação natural em abundância, dispensando o uso de luz artificial praticamente durante todo o dia. Ainda sobre a iluminação, o apartamento também contou com um projeto luminotécnico muito bem estudado para criar cenas diferentes para os momentos de vida do jovem morador.

O assoalho de cumaru cobre toda a área social e, nas paredes, o revestimento de tijolo e a textura de concreto remetem aos lofts nova-iorquinos. O estar foi pensado para ser um home theater, com sonorização de cinema e televisão de 75 polegadas de alta resolução. Os nichos do móvel em madeira permitiram a decoração com objetos de viagem e peças que fazem parte da história pessoal do cliente.

Posicionada para o estar, a cozinha, no estilo americano, combina subway tiles brancos e armários cinza com os azulejos pintados em tons de azul na frente da bancada e iluminada por três pendentes pretos. Assim, além de receber os amigos, é possível apreciar toda a vista do apê – e também da cidade.

A mesa circular, as cadeiras azuis da Oppa e o pendente com acabamento envelhecido formam o jantar, próximo ao bar.

O perfeito aproveitamento da varanda integrada permitiu ainda o espaço para o home office, composto pela bancada e os nichos que organizam os livros e recebem a impressora.

O quarto ganhou uma janela acústica automatizada com veneziana móvel. O décor segue o mesmo estilo da área social, combinando madeira, tijolinhos e tons de cinza.

A partir da planta original e sem muitas opções, conseguimos transformar o imóvel para ambientes com super flexibilidade de ideias de layout, iluminação e situações”, conta Pietro.

www.pietroterlizzi.com.br