08/10/2017 — Texto & Fotos: Divulgação

O projeto realizado por Toninho Noronha com a colaboração de Renato Andrade foi um desafio, pois a proposta inicial era reestruturar um ambiente a partir de pequenos lofts, que hospedava apenas o marido, para agora acomodar o casal e os filhos.

A solução para acolher toda a família foi adquirir outros três lofts no mesmo andar unindo e transformando quatro lofts em apenas um grande apartamento de 320m² com pé direito duplo sem perder a funcionalidade e a harmonia da planta.

No projeto, os profissionais conseguiram ainda inserir os interesses de cada morador. “Ela gosta de cozinhar e ganhou uma cozinha gourmet, gosta de fotografias e distribuiu sua coleção pelas paredes. Ele gosta de vinhos, ganhou uma adega climatizada espetacular, também gosta de boa música e de dar festas, ganhou um aparador que atende à sala de jantar, mas se converte em uma bancada para a mesa de som do ‘DJ’ nas horas de descontração”, destacam.

Elementos característicos dos lofts como tubulações e tijolos aparentes, foram totalmente eliminados. O maior desafio foi as colunas estruturais para realizar a junção dos quatro apartamentos, pois o arquiteto não queria que o resultado final ficasse segmentado.

A base neutra branca com piso e parede de mármore Piguês foi preenchida com móveis nas cores branca, preta e cinza. Detalhes em azul, laranja e amarelo se espalham por todo o apartamento e criam pontos de atenção por todo o espaço.

No mezanino, também unido, ficaram os cinco quartos. O destaque fica por conta da escada que une os dois pisos e que mais parece uma escultura do que um mero elemento funcional, deixando o ambiente mais charmoso e sofisticado.