23/10/2017 — Texto & Fotos: Divulgação

A Cobertura Panamby, projeto do escritório Maricy Marcos Borges Arquitetura e Interiores, localizada em São Paulo, foi idealizada para um jovem casal e seus dois filhos. Amantes do design, os proprietários queriam que a residência tivesse ambientes bem contemporâneos e materiais nobres, como palha de seda, pedras e couro.

Além de trabalhar com esses revestimentos, a arquiteta Maricy Marcos Borges também trouxe para o dúplex de 580m² mobiliário italiano e peças sofisticadas.

Lazer

A construção de uma estrutura metálica no andar superior da cobertura foi o ponto de partida do escritório. Esse espaço deveria abrigar toda a área de lazer da residência, que inclui sala de estar, cozinha gourmet e piscina de borda infinita. “O uso de estrutura metálica com fechamento em chapa cimentícia trouxe leveza na carga da construção, rapidez e economia, sendo também sustentável, uma vez que gera menos lixo e desperdício de material”, conta Borges.

Decoração com base neutra

Enquanto o primeiro andar da Cobertura Panamby deveria ser marcado por ambientes elegantes, a cobertura deveria seguir um estilo mais casual. Assim, para o piso térreo a arquiteta escolheu revestimentos nobres, como piso em limestone, paredes forradas por madeira nogueira e papel de parede francês com tons de marrom. São esses os materiais que formam a base neutra.

Na sala de estar, há uma lareira feita de mármore, que compõe com sofás e poltronas, mesa de centro e banquetas. Já a sala de jantar, que está integrada com o estar, conta com uma adega de madeira.

Uma escada interna com degraus em balanço leva para a cobertura, onde se destacam o piso de madeira e os estofados com acabamento em couro. O design da cobertura entra em harmonia com o do prédio, de forma a parecer uma construção adicional.

Sistemas tecnológicos e sustentabilidade

Automação, sustentabilidade e eficiência térmica e acústica estão presentes no projeto. A automação é obtida através do sistema Control 4, uma tecnologia que permite controlar iluminação e áudio através de qualquer dispositivo ou aplicativo, visando maior praticidade nos comandos e possibilitando uma economia no gasto de energia elétrica.

A eficiência térmica e acústica se deu pelo uso das telhas sanduíche e mantas de vidro nas paredes. O jardim, por sua vez, tem sistema de irrigação por gotejamento, que prevê economia no uso da água. Por fim, o projeto adotou materiais reciclados, como o piso de demolição, que é de madeira reutilizada.

www.maricymarcosborges.com.br