30/05/2019— Texto: Lara Savana | Fotos: Vinni Del Poço

O morador recém-chegado à cidade de Sorocaba, interior de São Paulo, buscava um apartamento amplo, onde pudesse receber os amigos e abrigar sua coleção de Action Figures

O projeto foi contratado para criar o primeiro apartamento do jovem solteiro, apaixonado por carros e Action Figures, que solicitou ambientes integrados e espaçosos. Para criar um lar que fosse a cara do morador, o arquiteto André Ribeiro optou por utilizar um estilo arquitetônico mais contemporâneo, com cores neutras e sóbrias.

O maior desafio da obra, segundo André, foi transformar um pilar que ficava no meio do apartamento, em algo decorativo. “O pilar era muito grande e precisava ser usado como algo útil e bonito, por isso, revestimos com espelhos, dando a sensação de que ele também faz parte da decoração ao mesmo tempo em que deixa o espaço mais amplo”, explica.

Andar inferior

O pavimento inferior possuía uma grande varanda em seu projeto original. Após a reforma ela foi transformada em um ambiente interno e hoje, abriga uma grande cozinha integrada com a sala de jantar, área gourmet com churrasqueira a gás, living, lavabos e bar com jacuzzi.

A pedido do morador, ainda no andar inferior, foi criado um cinema. “Para deixar o ambiente mais propício para assistir filmes, a iluminação é dimerizada, dando a possibilidade de controlar a intensidade de luz nesse ambiente”, afirma o arquiteto.

Como sugestão do arquiteto, foi utilizado o papel de parede Mica em tons escuros, e a pintura do teto seguiu o mesmo padrão, deixando o espaço mais acolhedor e intimista. Além disso, um móvel foi colocado atrás do despojado sofá, para abrigar parte da coleção de Action Figures do morador.

Andar superior

No mezanino, que fica no piso superior do apartamento, encontra-se um quadro da artista sorocabana Júlia Stecca. O local dá acesso a uma sala de TV intimista com uma extensão para sala de leitura e quartos.

A suíte principal possuí um painel de madeira com espaço para mais uma parte da coleção do morador. A cabeceira da cama vai até o teto e as laterais abrigam criados mudos espelhados. Para acompanhar o móvel, o arquiteto sugeriu dois espelhos fumês, que também vão do chão até o teto, onde possui uma sanca de gesso iluminada por um lustre.

O closet do quarto foi pensado de forma que não obstruísse o espaço e para dar uma sensação de amplitude no cômodo, foram colocados espelhos por todo o recinto.

Para dar o toque final ao apartamento, a divisória entre o banheiro e o quarto foi feita com vidro polarizado – também conhecidos como vidros inteligentes – que possui controle de privacidade e permite que o morador opte por deixar o espaço integrado.

As áreas molhadas do apartamento receberam um toque especial. Para a lavanderia, o arquiteto optou por utilizar pastilhas de inox e o lavabo segue os mesmos tons dos demais ambientes da casa.

Para saber mais, acesse André Ribeiro
www.instagram.com/pavimentoarq