28/09/2016 — Texto: Tiana Ribeiro | Fotos: João Morgado

Micro-espaços inter-relacionados.

Em uma área de 1.500 m², em Madrid, o arquiteto Alfredo Munoz Herrero, da ABIBOO Architecture, projetou esta casa para um famoso esportista internacional, atendendo às suas grandes e diversas necessidades funcionais.

Na residência, o crescimento ocorre em uma ordem não-hierárquica, cada espaço tem características diferentes, mas de importância semelhante. A moradia é concebida como uma esponja, com vários micro-espaços projetados visando às experiências sensoriais e todas elas estão inter-relacionadas entre si.

O piso térreo tem o desenho típico de uma casa de campo, com muitos pátios que fazem a casa parecer maior devido à sua integração com o terreno. O primeiro piso inclui escritório, quartos para convidados e área de jogos. O subsolo inclui salas de meditação, academia, spa, salões de festa e áreas de descanso.

A descontinuidade expande do interior para a materialidade das fachadas. As áreas secundárias são construídas com uma fachada em concreto aparente, o bloco central da planta está em estuque e vidro. Uma fachada ventilada metálica reflete a luz e cria um contraste forte entre todos os diferentes materiais utilizados.

O compromisso ambiental do projeto é perceptível não só no uso de materiais ecológicos; o projeto também presta especial atenção às estratégias sustentáveis como a radiação solar, luz natural e vento.

O projeto aproveita o microclima local através da existência de pátios, corpos d’água, estratégias de ventilação natural e soluções de gestão de água, enquanto tira proveito de soluções ambientais ativas, tais como o uso de bombas de calor geotérmicas que reduzem consideravelmente o consumo de CO2.

www.abiboo.com