22/07/2019 — Texto: A3 Comunicação | Fotos: Mariana Orsi

Com a cliente morando em Londres, as arquitetas criaram e executaram a obra à distância, com muita personalidade, mix de wall art, urban decor, tons pasteis, simetria e tropicalidade

O Studio 92 Arquitetura teve um grande desafio ao ser contratado por uma cliente que reside em Londres com o filho adolescente. Localizado na região da Lapa, em São Paulo, o apartamento possui 93m² e a obra durou apenas quatros meses. Toda elaboração do escopo, criação e execução foi realizada com a aprovação remota da cliente.

O processo criativo partiu do perfil da cliente: jovem, descolada, cheia de identidade, que buscava um refúgio de paz em meio a correria entre São Paulo e Londres, solicitou um lugar confortável para relaxar quando viesse ao Brasil com a intenção de voltar a morar no país.

A partir de um apartamento cru, entregue pela construtora, a premissa inicial foi a integração dos espaços. Como todas as paredes eram estruturais, a integração se teve com a retirada da porta e a janela que separava a sala da varanda, fazendo com que o vão da janela se tornasse uma moldura para o jardim vertical que foi instalado no plano de fundo. A retirada da porta da cozinha ampliou ainda mais a área de convivência e criou-se também um ambiente fluido para a varanda também.

Como a cliente gosta de receber os amigos para matar a saudade, as arquitetas se preocuparam em manter os espaços livres, transformando o terraço e a sala em um único ambiente com conforto para receber e ao mesmo tempo prático.

Da reforma à decoração e identidade do ambiente

O projeto tem vários pontos fortes, mas o que mais chama a atenção é a wall art assinada pelo artista Giuliano Martinuzzo, cujo trabalho a cliente conheceu em Londres e se apaixonou. O projeto ganhou destaque na parede do living, onde o traçado mais leve avança em movimento com traços mais pesados, e identificam a arte do artista para o lavabo.

Todas as obras de arte deste projeto foram escolhidas com extremo cuidado e carinho. Outra obra marcante na sala é o poster do artista Banksy que chama atenção por sua paleta de cores pontuais e fortes e a dramaticidade da mensagem passada pela obra.

Na sala há vários elementos arquitetônicos marcantes como a iluminação com fiação aparente, uma opção estética que trouxe um ar industrial londrino, assim como os tijolinhos aparentes pintados na cor branca criam um ar rústico assim como o cimento queimado presente na prateleira para complementar a rusticidade, mas que ao mesmo tempo entram em compasso com a contemporaneidade de outros elementos do espaço. Na parede oposta construiu-se uma mureta para apoiar arte, decoração e plantas. O elemento utilizado como um dos principais focos visuais da sala foi a porta laqueada em rosa matte do lavabo uma folha grande e uma cava bem marcada com a estrutura de roldanas em preto.

A decoração é minimalista e simétrica destacando o tom cinza que são pontuados com objetos e acessórios de decoração coloridos.

A varanda, que dá continuidade à sala, recebeu uma mesa grande em marcenaria e serralheria e possui um canto exclusivo e relaxante com uma poltrona Costela e jardim vertical com muitas plantas. A área da churrasqueira é integrada a área de serviço e o Studio 92 criou uma porta de correr ripada feita marcenaria funcional que esconde delicadamente a área de serviço.

A cozinha é integrada à sala. A área da churrasqueira ganhou móveis de marcenaria na cor azul bebê que contrastam com revestimento “traço preto”, eletrodomésticos em aço, cooktop em vidrocerâmico e piso epóxi.

No lavabo há três elementos que criam uma composição completamente contemporânea e urbano, que é a wall art que inicia no forro de gesso e encerra na parede, a porta rosa matte e apenas duas lâmpadas de filamento de carbono pendentes.

A área social e íntima foi separada por uma porta branca, praticamente invisível. A suíte principal ganhou cores mais quentes com a cor Pantone 2019 na cabeceira estofada. A parede recebeu papel de parede em linho na cor cinza com fotografias de Sebastião Salgado bem marcadas ao lado da cama que recebeu colcha e almofadas nas tonalidades cinza. O banheiro da suíte carrega nos revestimentos com piso com padronagem de cimento queimado e o rosa matte do lavabo é replicado na bancada e na parede do box cuja moldura, a esquadria, a moldura do espelho e os metais são na cor preta contrastando com os tons leves e marcar suas formas.

O quarto do filho adolescente, a ousadia acontece nas cores e formas. A bicama criada em marcenaria apoia o colchão e sua lateral serve como apoio fazendo as vezes de criado e também de assento. No teto com a sanca já existente foram instaladas ripas de madeira na medida a cama e cria um ar lúdico e ao mesmo tempo aconchegante.

O tijolo aparente traz de volta os ares londrinos. A estante com prateleiras tem a mesma linguagem da área social e recebe além de elementos decorativos cheios de interação, uma escrivaninha com largura suficiente para receber computador, videogame e ainda ter espaço para estudos. O banheiro ganhou uma paleta de cor jovem e masculina, com piso preto, móvel em azul escuro e azulejos geométricos na parede principal do box.

Para saber mais, acesse: www.instagram.com/studio_92arquitetura