09/05/2018 — Texto: dc33 Comunicação | Fotos: Julia Ribeiro

Reforma em apartamento tem projeto da arquiteta Denise Barretto.

Os dois moradores, um casal, conheceram este prédio no Itaim quando foram a um jantar na casa de novos amigos. De imediato adoraram o espaço, as grandes janelas, o pátio para os amigos estacionarem. Voltaram no dia seguinte ao jantar para conhecer melhor o prédio e definiram a compra deste apartamento de 340 m².

Quando compraram o apartamento, o casal de moradores ainda não contava com a ampla varanda, que foi incluída muitos anos depois, após várias reuniões entre os condôminos. Com isso, é como se o living tivesse se estendido até a varanda, ficando ainda mais amplo.

Acrescentar a varanda no apartamento foi uma obra longa e demorada, mas valeu a pena segundo os moradores, que contaram com o projeto da arquiteta Denise Barretto para reformar todo o apartamento e também a varanda.

Sempre que estão em São Paulo, o casal se reúne com a família e os amigos para almoços, jantares e brunchs. Por sinal, a varanda foi desenhada de uma maneira que quando as portas estão abertas, ela fica totalmente integrada a sala de estar recebendo de 20 a 25 pessoas tranquilamente “na medida certa da família”.

A varanda de 40 m² se torna aconchegante devido à grande quantidade de vasos de plantas que abraçam o espaço. Os vasos cerâmicos, tipo vietnamitas, têm tons de terracota envelhecido, marrom esmaltado e bronze. A vegetação em sua maioria bem tropical como ficus lyrata (as mais altas), filodendros, palmeiras chamaedoreas, pata de elefante, clusias, evônimos e buxus, com folhas menores mais europeus.

Os revestimentos verticais são lambri de madeira Cumaru e mosaico rústico de mármore marrom da Mosarte, a cor escura dos dois e suas texturas contribuem no aspecto do aconchego e da delimitação deste espaço. Para o tampo, cuba e frontão foi escolhido uma peça da Caesarstone no tom do mármore em acabamento anticato (fosco acetinado). O mobiliário fecha um estar que se integra ao estar da área interna, oferecendo um ambiente gigante muito valorizado nos encontros de família e dos amigos.

Existe o grupo de palmeiras que estão juntas às patas de elefante, tons de verde próximos e composição que explora o sentido de explosão para cima e para baixo das espécies. Já os outros dois conjuntos privilegiam forma e texturas das folhas. Desde enormes até bem miúdas, todas em tons próximos. O tapete que completa o ambiente é da Empório Beraldin, produzido em fibra natural.

Mesa de centro Tora Brasil, mesa de jantar em madeira bruta da Breton. A Manta da Beraldin é assinada pela Inês Schertel em lã e couro. Todas as almofadas também são da Beraldin, com linho marrom e terracota para vibrar. Sofá é da Breton, com capa de sunbrella caqui. As poltronas são de Carlos Motta em cumaru e couro, cadeiras Kartell.

No living, impossível não notar e se apaixonar pelas obras de arte espalhadas pelas paredes, mesas e chão do apartamento. Tudo nesta casa tem uma história, que vem da vida, carreira e viagens do casal. Cada lembrança é importante.

O living se articula para receber amigos. Tem um longo sofá do Empório Beraldin em linho espinha de peixe cinza, poltronas Flexform da Casual em linho cru e poltronas com estrutura de madeira e detalhes em cobre da Beraldin, linho preto. Pano de fundo com a cortina em macramê que filtra o contato com a varanda.

Mesas de centro se sobrepõem sobre o tapete da ByKamy, o efeito criado pela reflexão ao longo de toda a lateral da sala cria um espaço virtual de amplidão interessante. Destaque para a escultura de José Bechara sobre a mesa de canto.

Na área de leitura do living, a poltrona Charles Eames é uma peça customizada pelo Isay e o Kogan, para a exposicão Design e Humor, onde há quase vinte anos eles pintam a concha de madeira em ouro e revestem com veludo vermelho com coroas palacianas, a poltrona de puro design moderno. Ao fundo obra de Guinter Parschalk, tela preta com rasgo de luz negra.

As maravilhosas cadeiras com braço Oscar de Sergio Rodrigues definem o jantar, mesa em laca branca e buffet em peroba são todos da Dpot. Na parede lateral obra de Leo Capote. Móveis brancos e tampo preto nesta cozinha longa com bancada ao fundo e cadeiras de aço de Philippe Starck.

Na sala de TV os clássicos Maralunga estão presentes em linhos cinzas junto às memórias de viagens, gravuras de amigos e a escultura em papelão graft de Sócrates. No lavabo o rebatedor de luz, recebe intervenção bem-humorada de Guinter Parschalk com vários “espelhinhos de obra” também refletindo a luz.

www.denisebarretto.com.br