12/11/2020 — Texto: LSchuback Assessoria de Imprensa | Fotos: Luiza Schreier  

Apartamento de 23m² ganha um quarto e uma banheira no mezanino,  além de espaço para o conforto das duas cachorras do casal

Com apenas 23m², este apartamento na Glória, bairro do Rio de Janeiro, é o primeiro imóvel próprio do casal de moradores e suas duas cadelas de estimação. Localizado em um edifício de 1955 assinado por Oscar Niemeyer, que originalmente foi projetado para ser um hotel, o apartamento ganhou novo layout nas mãos da designer Lívia Boechat, que desenvolveu o projeto minimalista de forma a atender com conforto e praticidade o dia a dia dos moradores.

O minimalismo hoje é mais do que uma tendência estética, é um estilo de vida. Viver com menos significa consumir menos, poluir menos. Dentro desse conceito, conseguimos resolver o layout sem precisar derrubar nenhuma parede. Além da economia de custo e tempo de obra, diminuímos assim a quantidade de entulho gerado – somos uma das áreas que mais gera poluição e desperdício, muitas vezes desnecessário”, reflete a profissional.

No projeto, a designer criou um mezanino para a cama, otimizando a circulação e abrindo espaço para a cozinha integrada. Já o guarda-roupas foi embutido na marcenaria da escada, ampliando as áreas de armazenamento. “As portas mais altas funcionam como cabideiro e as menores como gaveteiro. As portas abrem por toque, para que o guarda-roupas fosse quase confundido com uma parede. A escada também acolhe o modem de internet e da TV à cabo”, explica Lívia.

Ao tirar partido do pé direito com 3 metros de altura, verticalizando a estrutura da morada, a designer de interiores conseguiu ainda proporcionar aos moradores uma cozinha com medidas ergonômicas, construída do zero e integrada à sala, sob o mezanino. Já a cozinha original do apartamento foi transformada em área de serviço.

Com espaços bem aproveitados, a designer conseguiu, inclusive, atender ao sonho da moradora: uma banheira. “Como as medidas do apartamento são muito reduzidas, foi um pedido desafiador. Estudei milimetricamente cada cantinho até chegar a uma solução que tornasse possível esse desejo”, conta Lívia.

Outro cuidado adotado pela profissional foi adequar o apartamento de 23 m² para as duas cachorras do casal. “Trocamos o piso original de taco por porcelanato, material mais resistente e prático de limpar. O guarda-corpo no mezanino também foi pensado para que elas ficassem mais seguras”, aponta. Já a paleta de cores é neutra, em cinza claro, branco e madeira, para não pesar visualmente no espaço.

Sem dúvida este foi um projeto desafiador, mas também aprendi com ele que o essencial é muito relativo. É totalmente possível se adaptar e ter uma vida mais prática e funcional, em moradias reduzidas”, finaliza a designer.

Veja outros trabalhos da Lívia Boechat no Instagram @lbinteriores_