22/12/2017 — Texto: Trópico Comunicação | Fotos: Maíra Acayaba

O Ano Novo se aproxima e com isso muita gente quer inovar e começar 2018 com força total. E isso pode se aplicar ao ambiente de trabalho também, com mudanças simples, mas que podem proporcionar o bem-estar dos colaboradores, gerando melhores resultados e uma produtividade crescente.

Para muitas empresas, o bem-estar dos funcionários é a chave para diminuir o estresse e os problemas que o acompanham, aumentar a competitividade e o lucro. Os novos ambientes corporativos humanizam a experiência do colaborador dentro do escritório e voltam à preocupação do gestor para a saúde física e mental dos funcionários.

Mariana Guedes, sócia da Arealis, empresa especializada em arquitetura corporativa listou 5 dicas para deixar o ambiente de trabalho mais acolhedor e estimulantes para os trabalhadores.

Luz solar

A saúde física e mental e o desempenho dos trabalhadores dependem diretamente da qualidade da iluminação. A luz pode afetar profundamente a sensação de bem-estar e de motivação das pessoas. Os locais de trabalho devem ser projetados de modo a aproveitar a iluminação natural ao máximo, pois as pessoas são programadas para trabalhar de acordo com a luz do dia.

Ergonomia e saúde

O ambiente precisa estar adaptado para às pessoas que o vão utilizar cotidianamente e, por vezes, mais de 8 horas. Criar um ambiente tendo em vista as questões de ergonomia, não só facilita sua utilização como previne problemas de saúde comuns ao ambiente corporativo, como tendinite, problemas lombares, torcicolos ou varizes.

Trata-se de reeducar posturas e adequar o mobiliário e os equipamentos de acordo com as características de cada pessoa. “Para ser mais concreto: ninguém duvida mais da importância de um assento de boa qualidade e adaptável a morfologia da pessoa”, complementa Mariana Guedes.

Chega de tititi

Em um open space, a necessidade de absorção dos ruídos é essencial para garantir a concentração do funcionário. No entanto, o desafio é menos complicado de se resolver do que se imagina. “O gerenciamento de ruídos no escritório começa pela acústica e o primeiro passo é examinar o local de trabalho e onde o ruído for problema, utilizar as soluções que o mercado já oferece, como carpetes e forros com qualidade acústica muito alta”, explica a especialista.

Fusão do espaço digital com o espaço físico

Tecnologias avançadas facilitam a passagem do espaço colaborativo físico ao espaço colaborativo virtual. Mesmo distante, e até fora do escritório, o colaborador fica conectado e pode compartilhar tanto informações como os valores da empresa.  De acordo com Mariana, a fusão de padrões de comunicação digital com o espaço físico aumenta a probabilidade de interações que levam à inovação e produtividade.

Espaços de descompressão para relaxar… e trabalhar

O escritório ganha racionalidade e flexibilidade: o espaço de descompressão também serve para reuniões informais, e o corredor para de ser longo e monótono para se tornar o lugar adequado para fazer uma ligação confidencial. Com ferramentas de compartilhamento de documentos e comunicação, como bate-papo, e-mail e arquivamento, trabalha-se em qualquer lugar.

“O colaborador passa sempre mais tempo trabalhando, e devido a interpenetração crescente entre vida profissional e vida pessoal, os ambientes de trabalho passam a ser uma segunda casa. Hoje, os espaços de trabalho são pensados de uma maneira diferente, aproximando o ambiente físico das sensações e percepções humanas, tendo o colaborador como foco principal do projeto. A humanização é entendida como valor”, conta Mariana.

Para que a “segunda casa” seja agradável, é fundamental investir em espaços de descompressão que vão além das “copinhas do café”, porque convidam os funcionários a interagirem e a permanecerem ali, para relaxar ou trabalhar. Estes espaços valorizam a autonomia do colaborador e fortalecem a relação interpessoal com os outros colegas, reforçando o espírito de equipe. Muitas vezes eles podem ser utilizados para reuniões informais e trabalho colaborativo.

www.arealis.com.br