13/07/2016 — Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Divulgação

Mundialmente reconhecida como a arquiteta colorida, entrevistamos Brunete Fraccaroli. Formada pela Universidade Mackenzie, seus trabalhos ganharam destaque em Milão, Punta del Este, Nova York, New Orleans e Miami.

Com ela, o luxo ganhou um lugar de destaque nos projetos de arquitetura e interiores. Sua participação em um reality show a elevou à categoria de celebridade.

Quando perguntamos como a arquitetura entrou em sua vida, Brunete brincou e disse que foi algo natural. “Porque eu vivia pintando o mundo, inclusive meu gato”.
Sobre uma das marcas registradas de seu trabalho, a utilização incrível das cores em cada projeto criado, Brunete declara que vem do coração. “Vem do meu feeling. Cada projeto tem um tom específico. Cor para mim significa vida, movimento e energia”.

Confira a entrevista completa.

Habitare: Como é um dia típico na sua vida para conciliar diversos compromissos?

Brunete Fraccaroli: Não tenho rotina, sou totalmente imprevisível. Sou flexível, não engessada. Atendo clientes, faço projetos, visito obras, tudo isso cada dia de um jeito diferente.

H: Como foi participar do reality show Mulheres Ricas, da Band, e como influenciou sua carreira ser alçada ao posto de celebridade?

B: Foi uma brincadeira. Eu já estava plenamente satisfeita com a minha trajetória e achei que era a hora de fazer algo diferente. No começo eu não queria, mas o diretor me garantiu que seria leve e divertido. Realmente foi. Eu só me diverti. Hoje, eu sou arquiteta e acho muito bacana também ter fãs que são muito carinhosos e passaram a conhecer meu trabalho também.

H: Quais são suas inspirações e maiores referências?

B: Não tenho nenhuma específica. O mundo me inspira. Qualquer coisa, um restaurante, um país… Tenho o olhar aguçado para o que está à minha volta.

H: Qual estilo arquitetônico você segue?

B: Eclético, flexível, um camaleão. Vou me adaptando de acordo com o desafio do projeto.

H: O vidro tem uma forte presença em seus projetos. Por que essa escolha?

B: O vidro sempre me encantou. Transparência, brilho e versatilidade me fascinam. São muitas propriedades. Gosto muito de pesquisar sobre suas diversas possibilidades. Gosto de tudo o que é novidade, o acrílico também. Pesquiso muito sobre novos materiais.

H: Na decoração, como escolher os elementos para que o ambiente não fique carregado?

B: Deve existir um projeto, fundamentar bem o conceito e planejar. A partir daí, compor o ambiente. Colocar as coisas que realmente o cliente usa e acompanhar as necessidades da rotina das pessoas. Não precisa ser minimalista, mas garantir o equilíbrio do projeto.

H: Qual o papel do luxo na arquitetura e na decoração de interiores?

B: Não vivemos sem o luxo, que não é necessariamente algo caro. Mas significa cuidado, apuro estético, organização, bem-estar, escolher as coisas que você gosta e gostar do que se tem.

H: Quais projetos você destacaria como simbólicos da sua trajetória?

B: O Espaço da Deca, na CasaCor 1999, quando eu comecei a usar o vidro. Foi um momento difícil pessoalmente devido à doença do meu pai, por isso tive que usar toda a minha energia.

H: Como os seus projetos contribuem para o aspecto da sustentabilidade?

B: Faço tudo o que está ao meu alcance: reuso de água chuva, ventilação cruzada, luz solar… Oriento sempre os clientes para que aceitem essas sugestões, que podem sair mais caro, mas no futuro o investimento compensará.

www.brunetefraccaroli.com.br