13/04/2020 — Texto: Laraíne Savana | Fotos: Hugo Santos Silva

Nas proximidades da Vila de Ansião, em Portugal, num terreno com um suave declive e de pequenas dimensões, surge o projeto desta residência

Quem assinou o projeto da residência foi o escritório Bruno Dias Arquitectura, que afirma que o contato permanente com a natureza, foi o mote para a definição da implantação da casa, que organiza-se a partir de um eixo principal, que pretende não só resolver todo o programa funcional, mas também ser o elemento delimitador das zonas socias, privativas e de serviços.

A casa desenvolve-se num único piso, elevada do chão com alguns pontos de contato com o terreno existente, aspirando fundir-se nele. A solução adotada cria pequenos pátios através da sua forma, conferindo-lhe a simplicidade de materiais e formas encontradas na natureza que a rodeia.

Duas lajes de betão com forma orgânicas, definem a forma exterior da residência, criando uma peça com grande liberdade e consequentemente, diversidade na criação dos espaços interiores, além de criar uma permeabilidade com o exterior com abertura de grandes vãos, que passam a ter como limite a natureza.

Para saber mais, acesse: www.brunodiasarquitectura.pt