03/07/2019 — Texto: v2com | Fotos: Stéphane Lemire

O lar de 360m² foi construído no município de Potton, no Canadá, e cria um contraste e uma dualidade entre áreas opacas escondidas da vista e áreas de estar, banhadas pela luz do sol

Um refúgio ideal para fornecer recursos para a intimidade, a casa é uma representação perfeita das marcas registradas do escritório ESPACE VITAL, com seu design minimalista, equilibrado com o calor e seu telhado aéreo.

Elaborada em um local com vista para o Lago Memphrémagog, perto da estação de esqui Owl’s Head, a casa representa a localização ideal para os proprietários. O casal, morando em Montreal, estava procurando por um pedaço do paraíso perto das montanhas e do lago para aproveitar as atividades de inverno durante a estação fria, além de passear de barco durante os meses mais quentes. Eles queriam uma casa grande o suficiente para entreter amigos e familiares, tendo todos os seus aposentos no mesmo andar.

Quando os arquitetos responsáveis visitaram o local pela primeira vez, eles perceberam que o maior desafio seria projetar um layout em uma faixa de terra relativamente estreita, cercada pelo penhasco e pela estrada. “A área em que poderíamos implementar a casa não era muito grande”, explica Paul Faucher, arquiteto e associado da ESPACE VITAL. “Além disso, mesmo que a estrada não seja muito movimentada, nós queríamos projetar uma entrada curvada para maximizar a intimidade e criar descobertas ao nos aproximarmos da residência”, acrescenta. O conceito é basicamente um edifício de duas faces, sendo a fachada de rua opaca e a fachada oposta totalmente transparente e em contato com a natureza. Isso maximiza o efeito de casulo desejado pelos proprietários.

Os proprietários planejam ocupar a casa para suas aposentadorias e queriam que todas as principais áreas de estar fossem acessíveis no térreo, sem escadas, incluindo o quarto principal.

Seus convidados e familiares teriam o nível mais baixo para si. A equipe da ESPACE VITAL imaginou uma casa que aproveita a qualidade natural do local, o que permitiu aos proprietários ocupar o mesmo nível da entrada. Este andar abriga as principais áreas de estar (sala de estar, sala de jantar e cozinha, tudo em um layout aberto), bem como o quarto principal (um espaço generoso que também inclui um closet e um banheiro na suíte). Todos esses espaços apresentam janelas do chão ao teto. Também totalmente envidraçada devido à inclinação, o nível mais baixo abriga dois quartos, um banheiro completo, uma sala de estar e uma academia.

Em toda a casa, a circulação é fluida e o espaço é otimizado, evitando longos corredores. Por dentro e por fora, a madeira foi utilizada para trazer calor ao lar. “Escolhemos o revestimento de cedro vermelho pré-manchado para reduzir a manutenção e maximizar a durabilidade. Por dentro, a madeira natural também é usada para acentos e no teto, trazendo uma sensação de continuidade com a saliência e o terraço”, explica Paul Faucher.

Para saber mais, acesse: www.espacevital.com