17/12/2018 — Texto & Fotos: Renova Media Advising

Ambiente traz o clima acolhedor de uma casa, mas com toda a oferta de serviços de um hotel.

Transformar uma casa de férias com 15 suítes em um hotel, onde cada hóspede poderia contar com a privacidade da sua suíte e, ao mesmo tempo, compartilhar as áreas comuns da casa. Com esse grande desafio, a designer de interiores Flavia Gueiros fez um projeto inovador e ousado, utilizando o conceito de megahome.

“Como a casa poderia abrigar diferentes pessoas ou grupos da mesma família, tudo foi pensado e elaborado para qualquer tipo de situação”, completa a fundadora da FG Interiors, empresa com sede em Orlando, nos Estados Unidos, especializada na decoração de imóveis com perfil premium.

“Morar nos Estados Unidos, de uma forma geral, é muito interessante. Estamos no fluxo das tendências e informações. Em Orlando temos um jeito mais provinciano, mas, ao mesmo tempo um público sedento por novidades”, conta Flavia que atende americanos e brasileiros, cada um em suas particularidades.

“O americano é mais conservador, busca as mudanças de maneira sutil.  Já os brasileiros são ousados, destemidos e sabem bem o que querem”, completa.

A inspiração para este projeto veio de tendências e das solicitações feitas pelo cliente, que queria algo mais jovem e moderno, sem perder a sofisticação. Como o objetivo era transformar uma casa de férias em um hotel, cada suíte tem seu frigobar, cofre e fechadura digital, o que oferece privacidade ao hóspede. Entre as curiosidades estão a possibilidade de escolha do Menu do frigobar e jantar com as princesas.

“Aqui o hóspede pode montar as refeições conforme a sua vontade, afinal na Disney tudo é possível”, enfatiza Flavia.

No mobiliário, destaque para peças modernas e atuais, paredes de espelhos e luminárias de cristais. “Gosto de tudo no tempo certo e quando idealizamos um projeto deixamos o mais atemporal possível”, conta Flavia que, para deixar os espaços mais aconchegantes, usou madeira, tecidos suaves para sofás e poltronas, e usou tapetes no chão.

Nos quartos, a proposta era mais comercial – afinal estamos falando de um hotel – e os móveis foram feitos sob medida. Nos ambientes comuns, o recurso usado foi aplicar textura nas paredes e utilizar peças mais despojadas. A paleta de cores cinza é uma grande aliada do projeto, assim como o uso do preto e branco, que predominam na casa.

O resultado é uma casa confortável, onde a criatividade e o bom gosto – premissa dos projetos de Flavia – foram usados para o bem estar do cliente e dos futuros hóspedes. “Espero que todos que passarem pela casa percebam a tradução da elegância e bom gosto nos detalhes e façam uma leitura da sofisticação e do luxo”, completa a designer.

www.flaviagueiros.com