18/03/2021 — Texto e Fotos: Ivo Tavares Studio

Linhas simples e elegantes, paredes claras, minimalistas e suaves, contrastam com o exterior escuro, de telha planta negra e pinho

Da estrada avista-se a casa, numa pequena colina, de silhueta escura em nítido contraste com o seu ambiente natural, oferece-se uma vista ampla sobre Santo Tirso, Portugal. As suas linhas simples são a reinterpretação do estereótipo da casa tradicional portuguesa, telhado de duas águas. O projeto é do escritório Hous3.




Começou-se por definir um eixo nordeste-sudeste no sentido longitudinal do terreno e orientado na melhor vista do local. E nesta linear orientação de linhas simples, dispõe-se o volume principal, numa reconfiguração lúdica da casa tradicional, torna-se marcante na paisagem. Um volume menor, plano, é integrado a este, que além de completar os requisitos programáticos da habitação, é também ele uma alusão aos anexos que tradicionalmente são constantes acréscimos à casa principal.

Este volume afasta-se da entrada do lote para se criar uma espécie de salão exterior de descompressão. E na simplicidade da composição destes dois volumes promove-se uma compreensão intuitiva dos espaços, convidando-nos a entrar.

Em termos de distribuição do programa, hall de entrada é o primeiro ponto de contato com a casa, conduz-nos às áreas central e comum da residência: sala jantar, sala de estar e cozinha, espaçosos e generosos, com muita luz natural promovido pelo espaço negativo, que é utilizado como o prolongamento da sala interior para o exterior, até à piscina e sala de jantar exterior, aproveitando-se o jogo rítmico de luz à tarde.

Este bloco central permite-nos ainda separar dois espaços independentes: para sudoeste, a área privada, um corredor distribui os quartos e um pequeno escritório, todos eles com espaços exteriores acessíveis através de portas de vidro que equilibram as ligações visuais e físicas à paisagem de cada divisão; para nordeste, as áreas sociais e de trabalho, de pé direito duplo.

Sobre estas duas áreas, a forma tradicional do telhado de duas águas permitiu que os espaços interiores fossem modelados para complementar a natureza dos programas, criando-se um local de leitura e estudo.

Pelas linhas simples e relevância do seu design interior, de paredes claras, minimalistas e suaves, oferece-se um espaço de vida tranquila. Em contraste com o exterior escuro, onde a telha planta negra e o pinho juntamente com a forma simples da construção cria uma silhueta gráfica marcante contra a paisagem.

No conjunto, pela justaposição dos seus materiais da fachada, aproximamo-nos do natural, do belo, onde esperamos que os seus habitantes sejam felizes.

Outros projetos do escritório Hous3 você encontra em www.hous3.pt ou no Instagram @hous3.arquitectura