Co+Lab Juntos Arquitetura e Interiores assina projeto de reforma e decoração deste lar literário com ambientes “instagramáveis”

“Instagramável” e com muito espaço para armazenar os livros: este foi o principal pedido das moradoras para a reforma deste apartamento térreo em Botafogo, de 95m², com projeto assinado pelas arquitetas Juliana Gonçalves e Fernanda Matoso, do escritório Co+Lab Juntos Arquitetura e Interiores. O apartamento foi comprado há alguns anos e a reforma era um sonho antigo das proprietárias, para conferir mais personalidade à morada.

O casal, na faixa dos 35 anos, possui um perfil no Instagram sobre literatura e escrita criativa, com mais de 40 mil inscritos, e dá cursos on-line sobre o tema. Por isso, queria que todos os ambientes fossem esteticamente agradáveis, com muitas possibilidades de cenário para os vídeos. Como ambas são editoras e escritoras, já trabalhavam em home office antes mesmo da pandemia. Com o aumento da demanda e do tempo extra dentro de casa, precisavam também de um espaço de trabalho, com boa iluminação.

Para isso, as arquitetas promoveram uma reforma total, com troca de revestimentos, novo projeto de marcenaria em todo o apartamento e integração da varanda à sala de estar, instalando ali o novo escritório. Já o estilo industrial e os tons mais escuros, do gosto das clientes, marcam presença na decoração e em algumas peças de mobiliário, como nas estantes em serralheria, dosados com elementos em madeira e base neutra. “Para contornar a altura do pé direito baixo – o teto na laje, sem rebaixamento, tem apenas 2,5m de altura – foram usados trilhos, arandelas e fitas de led nas prateleiras, reforçando essa estética”, explica Juliana.

A área social integra as funções de jantar, estar e varanda/escritório. Na sala de jantar, destaca-se a estante de livros, feita em marcenaria e serralheria, e o trio de espelhos, desenhado pelas arquitetas para um lar literário. Já na área de estar/TV, a parede atrás do sofá ganhou revestimento de tijolinhos na cor branca, setorizando visualmente o espaço. Todo mobiliário é novo, à exceção da poltrona Eames, da estante em serralheria e da mesa lateral Eileen Gray. A cozinha é parcialmente aberta para a sala, com uma bancada em marcenaria compartilhada pelos dois cômodos. O piso, inspirado nos ladrilhos hidráulicos, é um dos destaques do ambiente, com padrão geométrico nas cores branco, preto e cinza.

No quarto do casal, de apenas 11m², as arquitetas precisaram driblar a planta pequena e não convencional. “O quarto tinha uma quina. Tiramos proveito para criar uma marcenaria e tentar alinhar o cômodo”, conta Fernanda. Para resolver essa questão, criaram um painel ripado em toda a extensão da parede principal, com nicho, armários e suporte para a TV, que ainda camufla o acesso ao banheiro da suíte, com portas de correr. “A porta original, convencional, dificultava muito a circulação interna do banheiro”, detalha a arquiteta.

Para a dupla, o projeto foi finalizado com sensação de dever cumprido: “As clientes estavam muito abertas às sugestões e com o gosto muito alinhado ao do nosso escritório. Elas executaram tudo que projetamos e no final ficaram muito felizes e satisfeitas com a ‘nova casa’. Este é o nosso objetivo, que os clientes fiquem contentes com o investimento, com o resultado”, comemora Juliana.

 

Arquitetas Juliana Gonçalves e Fernanda Matoso – escritório  Co+Lab Juntos Arquitetura e Interiores – www.colabarquitetura.com.br@colab_juntos_