30/01/2018 — Texto: Parole Comunicação | Fotos: Gustavo Xavier

Spa foi projetado com soluções sustentáveis.

Com localização privilegiada, em meio à natureza, o Espaço Águas Claras, no distrito de São Sebastião de Águas Claras, a 28 km de Belo Horizonte, foi projetado pela arquiteta Mariana Nogueira, tendo como principal referência a sustentabilidade.

Com uma área construída de 2.500 m² em terreno cercado por Mata Atlântica, com rica fauna e flora, o Spa tem como principal filosofia a promoção da saúde aliada ao prazer.

E para criar esse ambiente prazeroso, foram projetados amplos espaços, com pé direito alto, que privilegiaram a iluminação e a ventilação naturais. “Nossa ideia foi criar um espaço onde o hóspede se sentisse o mais próximo possível da natureza, com todo o conforto”, explica Mariana Nogueira.

Sustentabilidade

As soluções sustentáveis implicaram em economia de energia, com a utilização da luz e da ventilação natural. Em todo o Spa, somente os quartos apresentam condicionamento de ar, ficando a critério do hóspede escolher entre os condicionadores e os recursos naturais oferecidos pela arquitetura do ambiente.

Segundo Mariana, o projeto hidráulico está voltado para o reaproveitamento de parte da água para irrigação do jardim. “Dessa forma, conseguimos fazer o uso racional deste recurso, aproveitando inclusive a água da chuva”.

As especificações de acabamento também foram escolhidas pensando na sustentabilidade como, por exemplo, o Ecostone, linha ecológica de porcelanato que tem como característica a utilização de materiais recicláveis e de pouca água em sua fabricação, sendo ideal para áreas externas e molhadas.

O Spa também utiliza aquecimento solar. Para isso, o projeto incluiu a inserção de placas de absorção de energia solar no telhado e armazenamento nos boilers, o que também proporciona economia e uso racional de energia.

Acessibilidade

Além da preocupação com a sustentabilidade, o Espaço Águas Claras foi projetado de acordo com as normas vigentes de acessibilidade. Seus espaços internos e externos foram adaptados com rampas, que permitem acesso e utilização dos ambientes por todos os hóspedes. Os banheiros também foram construídos seguindo as mesmas normas.

www.diversaarquitetura.com.br