21/08/2019 — Texto: Lara Savana | Fotos: Ivo Tavares Studio

Em um terreno com mais de 250m² encontravam-se dois edifícios em um avançado estado de degradação que necessitavam de uma reforma geral

O projeto é assinado pelo escritório MiMool, que realizou toda a reforma e transformou as habitações, mantendo (e de certo modo, recuperando) as características originais dos edifícios, unindo-os e introduzindo uma linha mais contemporânea, ligando os dois momentos histórico-temporais.

A fachada foi integralmente recuperada e fica voltada para a rua. Também foi recuperado o piso superior, que após a reforma se tornou um elemento contemporâneo. A volumetria do prédio foi reformulada e atualmente obtém uma linguagem mais coerente e coesa do conjunto.

Através do alinhamento da fachada, a proposta procurou realizar um enquadramento urbano uniforme. Desse modo, a intervenção concentrou-se na reorganização dos espaços interiores.

O edifício desenvolve-se em quatro pisos, com utilização residencial, desenvolvendo-se três unidades habitacionais por piso e apenas duas no piso 3, que é “recuado”.

Deste modo, à face da rua está definida a entrada do edifício, que permite o acesso aos outros andares através da escadaria.

A seleção dos materiais e sistemas construtivos alinham-se com a necessidade de relacionar os sistemas de construção existentes e os métodos atuais de construção, tendo como premissa destacar a identidade do edifício.

Para saber mais, acesse: ww.instagram.com/mimool.arquitectura.interiores