25/10/2010 — Texto: Luiz Lima | Fotos: Dhani Borges

Para que o projeto aliasse décor clássico a soluções atuais e tecnológicas, as arquitetas optaram pelo uso de automação em diferentes pontos

Nesse apartamento de 232 m², localizado na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, as arquitetas Evangelina Campos e Ju Olivetti, do escritório Campos & Olivetti Arquitetas Associadas, trazem um décor clássico e, ao mesmo tempo, atemporal nos principais ambientes.

Os moradores, um jovem casal com seus filhos, haviam adquirido outros apartamentos, porém era a primeira vez que contariam com arquitetos para auxiliá-los na obra. O principal desejo deles era que os espaços sociais fossem adequados para o convívio em família e para receber visitas de forma confortável.

Porém os pedidos não foram apenas esses. Para eles, a varanda, que contava com uma churrasqueira, deveria ser eliminada; foi então que Evangelina e Ju optaram por integrar os ambientes: a varanda do estar e do quarto de casal passaram a compor os respectivos espaços.

O espaço que era ocupado pela varanda foi transformado em bar com bancada contendo pia, em mármore travertino bruto, marcenaria em laca fendi de forma a abrigar adega e cervejeira e nichos superiores de madeira com porta em espelho bronze, para guardar copos e objetos. Optou-se por balcão de apoio com altura de mesa, forrado em espelho bronze que foi instalado atrás do sofá para maior integração entre os dois ambientes. Para camuflar o acesso ao escritório e a área que compreende cozinha e jantar, foram instaladas portas tipo painel com sistema flowall da Florense.

Para atender ao pedido de cozinha integrada com a mesa de jantar e sala de tv, foi demolida a parede da cozinha que fazia divisa com a antiga sala íntima. Criou-se uma área aberta com cozinha e balcão tipo ilha, integrando à mesa de jantar. Porta painel flowall e brise da Florense foram instalados para quando for preciso isolar a área de tv da cozinha integrada.

A escolha da paleta de cores da sala de estar, jantar, cozinha e sala íntima e até mesmo do escritório foi definida a partir da escolha dos modulados da cozinha Florense e do padrão madeira usado nas portas painéis do sistema flowall da Florense. O tom do fendi e madeira foi mantido nos demais cômodos de área de convívio, buscando uma integração e interação entre esses espaços, uma vez que eles “conversam” entre si, pois quando as portas dos painéis estão abertas, eles se transformam em um ambiente quase único. O vermelho utilizado no estar, foi escolhido para trazer cor ao ambiente, tornando-o jovial. Uma porta da Cinex vermelha foi instalada na entrada principal e quadros, poltronas e almofadas fizeram a “ponte” necessária para se obter o resultado desejado. O marrom, cinza e o branco também foram usados, acompanhando a paleta de cores utilizada nos mobiliários.

A marcenaria do casal foi confeccionada em branco e cinza. Pontos de Rosa antigo fechado, quase um bordot, foram utilizados no papel de parede, colchas e nas flores das almofadas.

O quarto do caçula de 5 anos, a pedido do dele, foi inspirado nos super-heróis e nas peças de lego. O banheiro acompanha o tema.

Para que o projeto aliasse o décor clássico a soluções atuais e tecnológicas, as arquitetas optaram pelo uso de automação em diferentes pontos do imóvel, como iluminação, cortinas, telão, som e sistema VRF de ar condicionado.

 

Arquitetas Evangelina Campos e Ju Olivetti – Escritório Campos & Olivetti Arquitetas Associadas – @camposeolivettiarquitetura