13/10/2021 — Texto: Mitty Communications | Fotos: Takuji Shimmura e Fernando Guerra

Courbes Residencial com 134 apartamentos é revestido de aço inoxidável recozido brilhante, o que amplifica a percepção do verde e da luz

O projeto “Courbes” faz parte do programa de renovação urbana da região do Charles de Gaulle em Colombes. A área é facilmente identificada graças à arquitetura eclética do tecido urbano, misturando bangalôs e prédios de apartamentos entre os anos 1980 e 1990. Quando o transporte de superfície chegou finalmente a esse bairro, fomentou o início de sua genuína transformação, devido à sua proximidade altamente valorizada ao distrito comercial de La Défense.

O projeto arquitetônico desenvolvido pelo arquiteto Christophe Rousselle é composto por dois edifícios com grandes oficinas e pé-direito duplo no térreo, que restaura a noção de alinhamento ao boulevard ao mesmo tempo em que confere leveza visual em seus andares superiores graças à flexibilidade de seus volumes interligados. As variações importantes no envelope de altura do projeto e na planta baixa resultam da presença de recuos em todos os andares, que permitem oferecer volumes ricos de acordo com o contexto envolvente. O núcleo do quarteirão se beneficia da criação de um corredor de pedestres ladeado por mais de 30 pinheiros-de-sol, e o edifício residencial é revestido de aço inoxidável recozido brilhante, o que amplifica a percepção do verde e da luz dentro do quarteirão.

(Observação: todas as fotos anteriores são de autoria do fotógrafo Takuji Shimmura. As seguintes são de autoria do fotógrafo Fernando Guerra)

O projeto com seus 134 apartamentos serve para sinalizar a entrada da cidade enquanto os volumes moldados conferem a cada apartamento um caráter único. O objetivo era adensar a área, respeitando o conforto de todos ao mesmo tempo. Cada piso foi concebido de acordo com a sua localização específica, respeitando a orientação, as estruturas vizinhas e os volumes dos pisos superiores e inferiores. O aspecto maciço do edifício é mitigado pela presença de varandas – entre o reflexo e a transparência – que oferecem espaços exteriores a céu aberto. Mais de 2 km de vidros curvos foram necessários para concluir o projeto.

Os espaços exteriores são em média 22 m² por apartamento. Embora situado no segundo anel dos subúrbios de Paris, beneficia de espaços interiores de qualidade, ilustrados em particular pela escolha de pisos em parquet de carvalho maciço para todos os quartos do edifício, bem como nas áreas comuns. A extremidade sul da propriedade é tratada como a proa de um navio com vista para o exterior. Os apartamentos gozam de grandes janelas de pé direito e amplos terraços voltados para o sul com uma vista panorâmica do bairro de La Défense.

Projeto Arquitetônico: Christophe Rousselle – www.rousselle.eu@christopherousselle