26/07/2019 — Texto: Lara Savana | Fotos: João Morgado

Nomeadas “Box XL Houses”, as casas desenvolvem-se em sete habitações dispostas no terreno de forma variável, criando diferentes relações com o entorno

O projeto é assinado pelo escritório Grupo Zegnea, que procurou alcançar uma relação de equilíbrio entre o “construído” e o “natural”, entre o “cheio” e o “vazio”, para que essas realidades produzissem um diálogo pacífico e contínuo, complementando-se em todas as residências.

O desenho e a divisão dos lotes, foram realizados de modo a permitir a criação de vazios entre a área construída, obtendo assim uma permeabilidade visual para a paisagem.

As habitações desenvolvem-se praticamente todas ao nível do primeiro piso, onde os espaços surgem naturalmente adaptando-as em uma forma sequencial, ficando o nível inferior destinado à garagem e zona de entrada, às quais possuem um acesso particular, criado para o loteamento.

A escolha dos materiais que compõe o espaço interior, foi estudada de forma a evidenciar a fluidez do espaço, evidenciando a continuidade natural e sucessiva dos seus usos.

Exteriormente procura-se uma sucessão de volumes puros, com materiais crus, contrapondo-se aos espaços verdes e elementos naturais pertencentes ao conjunto. Nesta perspectiva, as Box XL Houses estabelecem uma relação de perfeita harmonia com o entorno.

Para saber mais, acesse: www.zegnea.com