Texto & Fotos: Fabrízio Mott

No bairro de Belém, em Lisboa, está o Mosteiro dos Jerónimos, que teve início da sua obra em 1502. É um exemplo fundamental da arquitetura manuelina, termo designado pela unidade formal das obras realizadas no tempo do rei D. Manuel I, sendo o próprio rei quem encomendou esse projeto.

No local, onde havia uma capela, a obra se desenvolveu com uma longa fachada superior a 300 metros de comprimento. Ao longo de cinco séculos, esta passou por inúmeros projetos de restauros e acréssimos.

Os trabalhos foram dirigidos por vários mestres, como Boytac, João de Castilho, Leonardo Vaz, Diogo de Torralva, Jerónimo de Ruão, entre outros, e apresentam um vasto conjunto de esculturas. O claustro de dois andares, tem abóbodas decoradas em relevo. Ali estão sepultados reis da Dinastia de Avis, Vasco da Gama, Luís de Camões, Fernando Pessoa e Alexandre Herculano.