Curitiba é uma das capitais brasileiras que merece destaque pela sua riqueza arquitetônica e planejamento urbano. A cidade, de 323 anos, além das suas edificações e monumentos históricos, recebe atenção especial da administração pública no planejamento urbano, um dos mais organizados do país.

A arquitetura da cidade traz fortes traços da colonização alemã e portuguesa, em construções que datam do século 18 e 19. No centro histórico da cidade, com suas ruas de paralelepípedo, avistam-se as mansões dos barões da erva-mate como Palacete dos Leões, Palacete Ascânio Miró e Solar do Barão. Além destes, as Igrejas da Ordem, Igreja do Rosário e Ruínas de São Francisco fazem parte do conjunto.

No século 20, a cidade priorizou o planejamento urbano. Primeiro criando, na década de 40, centros específicos de comércio, convívio social, educação e indústria. Isso fez com que a capital expandisse organizadamente. Na década de 60, com o crescente número de automóveis, outra ação importante conteve o trânsito. Os corredores e estações tubulares de ônibus priorizaram o transporte público, incentivando os moradores a usá-lo no dia a dia.

Visitando Curitiba

Um dos principais cartões postais de Curitiba é o Jardim Botânico, com sua estufa de metal e vidro, com mais de 50 espécies da Mata Atlântica. O espaço homenageia Francisca Maria Garfunkel Rischbieter, importante urbanista da capital paranaense.

Dois locais obrigatórios, de construção mais moderna, para conhecer na cidade são o Teatro Ópera de Arame, mesmo em dia que não tenha espetáculo; e o Museu Oscar Niemeyer (MON), também conhecido como “Museu do Olho”, com foco na arquitetura, design e artes visuais.

Outras construções chamam a atenção na capital paranaense: a Casa Stenzel, construída em madeira e que hoje funciona como museu abrigando o acervo do artista Erbo Stenzel; a Casa Estrela, outro exemplo original de arquitetura em madeira, abrigando atualmente um espaço cultural; e a Casa Gomm, patrimônio histórico de Curitiba, cuja construção é de 1910,inspirada na arquitetura da Nova Inglaterra, Estados Unidos.

No quesito criatividade, a cidade está um passo à frente da maioria das outras capitais brasileiras e reserva surpresas para os visitantes. Algumas casas antigas da cidade abrigam, além de centros culturais e museus, lojas, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais. Todas muito bem preservadas, tanto no interior quanto na fachada.  Quem já visitou ou pretende visitar a cidade, poderá observar com mais cuidado estes detalhes interessantes.

 

Além da arquitetura, dos parques e jardins, dos passeios e da organização, a gastronomia também vem se destacando como atrativo turístico. Algumas casas foram planejadas para satisfazer os desejos dos visitantes, com os mais variados cardápios, e a boa mesa pode ser encontrada nos mais diferentes pontos da cidade. No Bairro de Santa Felicidade, por exemplo, cantinas servem o melhor da cozinha italiana. No entanto, se a programação do dia foi intensa, muitos restaurantes agora também oferecem delivery, e você pode fazer sua refeição com conforto no seu hotel ou acomodação, para no dia seguinte continuar explorando as belezas do lugar.