Texto e Fotos: Elson Yabiku

Quando pensamos em viajar aos Estados Unidos, o que primeiramente vem à nossa mente é a Flórida e seus tão conhecidos parques. Mas, desta vez, pude conciliar o prazer de fotografar paisagens e estar com minha família numa emocionante e desafiadora viagem pela Califórnia, o estado mais populoso dos Estados Unidos, com seus quase 40 milhões de habitantes, o terceiro em expansão territorial. Nesta fantástica viagem, tivemos a oportunidade de conhecer as tão famosas praias de Santa Mônica, Malibu, Venice e Long Beach, as cidades de Los Angeles, Beverly Hills, os estúdios da Universal e Warner Bros, os parques da Disney e a belíssima São Francisco.

A Disneyland foi o primeiro parque concebido pelo próprio Walt Disney, fundado em 1955 na cidade de Anaheim. É menor que o seu irmão mais novo da Florida, mas não perde em nada no seu charme e aconchego. Encontramos algumas atrações exclusivas, como a atração do Indiana Jones, a qual será também implantada em breve no parque da Florida. Diferencialmente também é a área do Mickey’s Toontown, ideal para as crianças menores.

Em frente à Disneyland está o parque California Adventure, com atrações para criar um pouco mais de emoção e adrenalina. Foi todo inspirado no Estado da Califórnia e já na entrada você vê uma réplica da ponte Golden Gate, uma rua inspirada nos estúdios de Hollywood e o Pacific Wharf, em homenagem ao Fisherman’s Wharf de São Francisco, o Paradise Pier em homenagem ao Píer de Santa Mônica, a Rota 66 em alusão a Radiator Springs do filme Carros e a Burbank Street, local dos estúdios do Walt Disney. O parque não é muito grande, mas suas atrações agradam crianças pequenas, adolescentes e adultos. Pudemos ainda conferir o lindo espetáculo Frozen ao estilo da Broadway. Devo lembrá-los que minha filha de 8 anos me acompanhou na viagem e uma das condições era a de contentá-la também!

Grudado aos parques, encontramos a região de Downtown Disney, com várias opções de lanchonetes e lojas. Um detalhe bem legal é que próximo aos parques se encontram diversos hotéis, alguns da própria rede da Disney. Variam em qualidade, infraestrutura e, consequentemente, em preços. A grande vantagem é que se consegue chegar a pé aos parques, em poucos minutos de caminhada, que foi exatamente o que nós fizemos.

Nos hospedamos em vários hotéis ao longo do trajeto, pois, apesar de uma excelente infraestrutura viária, ruas largas e inúmeras rodovias, os pontos turísticos são distantes entre si e o trânsito é um tanto carregado. Assim, a viagem não ficou muito cansativa e, você sabe, todo fotógrafo quer chegar antes do sol nascer e ir embora só depois que o sol se põe totalmente!

Parada obrigatória foi a praia de Santa Mônica, lugar que esbanja em charme e dona do mais conhecido Pier de toda a Costa Oeste, referenciado diversas vezes em filmes, como Forrest Gump, daí o motivo de se encontrar lá o Restaurante Bubba Gump,  dividindo espaço com diversas lojinhas e um parque de diversões. Ali também fica o final da rota 66, a mais famosa dos Estados Unidos. Pertinho dali está a famosa rua Third Street Promenade, cheia de bons restaurantes e inúmeras lojas de grifes. Devo lembrá-los de que minha esposa também me acompanhava!

Outra parada: Praia de Venice, inicialmente uma cidade projetada pelo milionário do tabaco Abbot Kinney, 1905, para ser uma espécie de “Veneza Americana”, mas o sucesso do empreendimento não foi lá essas coisas. Mesmo assim, o local atrai pessoas mais despojadas, com estilo mais hippie. Lá também se encontra umas das melhores pistas de skate, além de patinadores, surfistas e halterofilistas, aliás, foi lá que o ator Arnold Schwarzenegger começou sua carreira. Um lugar apaixonante onde a vida segue um ritmo um pouco diferente do resto do país, unindo muito sol, mar e o alto astral das pessoas.

A praia de Malibu, considerada o lar de muitas estrelas de cinema de Hollywood, tem por toda a Pacific Coast Highway belíssimas praias e mansões construídas nas suas colinas, algo que realmente nos surpreendente.

Los Angeles é simplesmente magnífica. Em cada esquina das largas avenidas e rodovias que cortam a cidade percebemos cenários de algum filme que já assistimos na vida. Na Hollywood Boulevard estão os majestosos teatros El Capitan, Chinese e Dolby Theatre, neste último são realizadas as premiações do Oscar. Nela também está a calçada da fama, com centenas de estrelas gravadas no chão, celebridades consagradas no mundo todo. O passeio ficará completo se você almoçar no Hard Rock Café, comprar souvenirs e tirar fotos com personagens fantasiados de Batman, Mulher Maravilha, Wolverine, que perambulam pelas calçadas. Pagando em dólar, é claro!

Subindo as escadas do Hollywood & Highland Center, vemos ao fundo o sinal de Hollywood, mas é subindo até o Observatório Griffith que temos as melhores vistas da cidade de Los Angeles e do letreiro de Hollywood.

Beverly Hills é com certeza a mais glamourosa, com as impressionantes mansões das celebridades e lojas das grifes mais famosas do mundo ao longo da Rodeo Drive, de fazer cair o queixo de qualquer ser vivo. E para piorar mais ainda, os últimos modelos de carros esportivos passam por nós com os motores roncando alto. O que nos resta no final é querer fazer terapia pro resto da vida!

São Francisco é outra cidade apaixonante, considerada uma das mais bonitas dos Estados Unidos e com toda a razão, seja pelas suas casas em estilo vitoriano, seja pelas suas ruas com ladeiras íngremes, ou pelos charmosos cable cars (bondinhos). O ideal aqui é não usar carro, visto que dirigindo deixamos de contemplar em detalhes o que só percebemos se estivermos a pé, ou através dos cable cars, que, convenhamos, é uma experiência única descer as suas ruas íngremes e torcer para que o seu condutor não perca o freio! O trajeto se inicia na Union Square (praça central) e finaliza no Pier 39, também conhecido como Fisherman’s Wharf. Lá encontramos um antigo cais de pescadores, que fora reformado, e agora se transformou em um complexo turístico com lojas e bares especializados em frutos do mar.

Dessa região é possível contemplar uma ilhota cercada por muros no meio à baía, a famosa prisão de Alcatraz. Base militar no início e posteriormente transformada em prisão de segurança máxima, porém, fechada em 1963. Hoje é um ponto turístico, aliás, um passeio imperdível. Para visitá-la, recomendo comprar os tíquetes com quinze dias de antecedência, no mínimo. Visitar o local é reviver o filme ‘A fuga de Alcatraz’ (1979), com Clint Eastwood, ou o filme ‘A Rocha’ (1996), com Sean Connery e Nicolas Cage. Durante a visita, através de um audioguia, podemos ouvir diversas histórias, em português, como a do maior mafioso do mundo, o Al Capone, que foi prisioneiro desse lugar. Ainda por cima, ao fundo desta ilhota, podemos ver a deslumbrante ponte Golden Gate, uma belíssima obra prima da engenharia.

Outra aventura inesquecível é percorrer o trecho de estradas que vai de São Francisco até Los Angeles, chamado de Highway 1, ou Pacific Coast Highway. Esta rodovia margeia todo o litoral da costa do Pacífico e nos presenteia com vistas maravilhosas do mar, pontes, penhascos e muitas surpresas. Recomendo que se faça o trecho de norte para o sul, pois esta mão de direção facilita muito na hora de fazer uma parada, além de ter o melhor ângulo de visão das paisagens da rodovia. Dirigir sem pressa e sentir a sensação de liberdade é algo que se alcança ao percorrer os quase 700 quilômetros que separam essas duas grandes cidades. Aliás, uma dica: cuidado ao carregar esse trecho no GPS, google maps ou waze, pois, muitas vezes eles irão indicar o caminho mais rápido, mas o mais emocionante é ir sem pressa pelo trecho costeiro que passa por pequenas cidades litorâneas.  Ao escurecer, uma experiência um tanto excitante é procurar por um motel de beira de estrada, daqueles que se estaciona na porta do quarto, como nos filmes, principalmente se estiver com muito nevoeiro. Esta foi mais uma das maravilhas que vivemos. A Califórnia é realmente um sonho, uma aventura que recordaremos por muito tempo.