Texto: Reinaldo Caridá | Fotos: Elson Yabiku

O conceito deste projeto de aproximadamente 155 m², desenvolvido pelo escritório Pontalti e Caridá Arquitetura, foi criar uma casa brasileira típica para os hábitos paulistas. Durante a semana seu uso é noturno, o escritório permite chegar mais cedo em casa para terminar o trabalho ao lado da família e cozinhar deixou de ser uma tarefa solitária, já que é possível interagir com outros ambientes da casa. Nos fins de semana, o uso é diurno e a casa se torna prática para receber os amigos e confortável para os momentos em família.

O estilo adotado foi o contemporâneo, pois permite uma racionalização da construção e prioriza o conforto ambiental. Foram utilizados móveis com cores neutras e pontos de cor em acessórios, como almofadas e tapetes.

Grande parte dos móveis são planejados, pois possuem excelentes soluções para otimizar o espaço. Destaque para o móvel e painel contínuo que se inicia na sala de estar servindo como rack, depois se estende como bancada e acaba na sala de jantar como aparador.

A beleza do porcelanato nas áreas sociais e o conforto do piso laminado no setor íntimo ajudou a dar destaque ao principal revestimento utilizado, o granito, pois não mancha com facilidade, é resistente a riscos, pode ser re-polido e durar para sempre se a manutenção for realizada de forma adequada. O revestimento em madeira na fachada frontal foi utilizado para provocar a sensação de continuidade e permitir o uso do sistema de portas pivotantes sem batente.

O projeto luminotécnico foi pensado para decorar e atender a todos os possíveis usos que os ambientes podem proporcionar. As salas, por exemplo, possuem luminárias (spots e pendentes) para 3 tipos de situações, ou seja, luz direta para marcar a circulação, luz direta para leitura e atividades que necessitem de muita iluminação e luz indireta, que ilumina o painel e cria um espaço mais aconchegante.

“A falta de espaço devido às pequenas dimensões do terreno (7,50m x 21,00m) gerou o nosso maior desafio, conseguir atender tudo aquilo que os nossos clientes desejavam para a casa nova. Tivemos que adotar soluções criativas para gerar economia de espaço, como por exemplo, fazer apenas um lavabo para atender simultaneamente a sala de jantar e o espaço gourmet, criar uma área de serviço grande para que também possa ser utilizada como depósito, os quartos posteriores são suítes americanas (dividem o mesmo banheiro) e destaque para a suíte master e sua sacada interna, já que não era possível criar um avanço no recuo frontal” conta o arquiteto Danilo Pontalti.

“Tentamos criar a maior quantidade possível de jardim neste terreno de dimensões reduzidas. Na frente, separamos a entrada social da entrada de serviço através de um canteiro de plantas e, para trazer mais permeabilidade para uma área que exigia pavimentação, executamos placas em concreto divididas por faixas de grama. Internamente, também reservamos uma área para jardim próximo à escada, limitando a circulação e decorando as salas” destaca o arquiteto Reinaldo Caridá.

Fornecedores