Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Elson Yabiku

Uma residência totalmente integrada, explorando da melhor maneira as dimensões do lote e em perfeita harmonia com o paisagismo. Este foi o desafio do arquiteto Bruno Rubiano  e sua equipe do escritório AUP17 para um incrível projeto de construção.

“A ideia era aproveitar e atualizar um estudo inicial, desenvolvido pelo próprio cliente, de forma a buscar um estilo contemporâneo com toques pontuais do rústico, impactando e destacando a residência entre as demais casas da vizinhança”, contou Bruno.

O programa geral da obra incluía sala de estar, sala de TV, cozinha com sala de jantar, despensa, espaço gourmet, três suítes, garagem e área de serviço.

Na suíte do casal, destaque para o jardim de inverno, que contribui para trazer mais luminosidade e ventilação natural para o cômodo, além de demarcar a separação do quarto com a área do banheiro.

No hall da área íntima, uma nova área dedicada ao paisagismo.

“Em todos os nossos projetos, determinamos áreas para vegetação. Neste caso, vários pontos foram preparados para trazer o verde para dentro da casa, onde era preciso garantir a incidência de iluminação natural. No hall, criamos um sistema de caixilho em fita para que as plantas pudessem sobreviver”.

Na integração da cozinha com a sala de jantar, o arquiteto conta que primeiro analisou a posição da construção com relação aos vizinhos e à rua.

“Procurei evitar que a cozinha pudesse ser vista de fora sem perder sua posição funcional em relação aos demais pontos da residência, para que a sala atuasse integrando os dois lados do lote”.

No living, um ambiente especial e aconchegante, dois grandes panos de vidros permitem aproveitar a linda vista do entorno.

“Eu gosto de explorar estes eixos, para que o projeto ofereça vários pontos de visão e não se torne uma coisa monótona, de modo que você circule pela residência com a sensação de estar sempre em um espaço diferente”.

No Espaço Gourmet, que explora um amplo vão livre do projeto, uma mescla de móveis modernos com elementos rústicos.

“Desenvolvemos uma proposta que falasse a mesma língua, um espaço que integra os dois lados do lote e móveis que casam bem com essa ideia”.

Em um dos recuos laterais do projeto, foi criado um ambiente externo, com deck, lareira e grill.

“Eu gosto de explorar esses recuos, exigidos pelas normas dos condomínios, que muitas vezes ficam sem função. O espaço ampliou a área gourmet e permitiu que os moradores criassem uma horta ali”.

Com relação ao planejamento da fachada, o arquiteto conta que gosta de elevar do solo seus projetos, causando uma sensação de liberdade.

“No eixo principal, onde se concentram os corpos da residência, eu precisava integrar a garagem de uma forma que não se tornasse uma cobertura comum. Por isso, pensei em algo que funciona como uma asa aberta, criando a impressão de que a residência estivesse voando”.

Entre os principais revestimentos e acabamentos adotados, cimento queimado, madeira e aço foram bem explorados. O projeto de iluminação buscou pontuar e destacar alguns espaços e detalhes específicos, como as paredes decorativas, o acesso às suítes e o painel verde.

Fornecedores