Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Elson Yabiku

O Studio Tainá Rehder promoveu uma verdadeira transformação no projeto desta residência. “A proposta inicial era reformar a fachada e executar um projeto de interiores completo, promovendo melhorias em cada ambiente. A casa era nova, nunca havia sido habitada antes, mas os ambientes careciam de vida”, contou a arquiteta Tainá Rehder (CAU: A68965-3).

O trabalho envolveu todos os serviços necessários para a reformulação completa, desde a concepção do projeto, até a administração da obra, o cuidado com cada detalhe e a entrega das chaves com a casa pronta para morar.

Os clientes são um casal jovem, com dois filhos adolescentes. “Eles foram ótimos e facilitaram muito o nosso trabalho. O desejo era por uma casa clean e, como são festeiros, que houvesse espaço de sobra para receber os amigos. A nossa proposta foi de um conceito mais moderno, desde o mobiliário até os acabamentos. Por isso, adotamos tons neutros, em uma paleta de beges, nudges, marrons e cinza”.

A integração dos ambientes envolveu toda a área social, que inclui o living, sala de jantar e gourmet, além da cozinha. “Como o living também deveria incluir uma TV, criamos um painel inteiriço, que se acoplou às portas de acesso à cozinha, lavabo e home. Esse painel envolveu a televisão e ganhou um vidro reflecta bronze, que criou um efeito de espelho e oculta o aparelho quando ele está desligado”.

Ainda no térreo, havia um ambiente que seria um escritório, mas que foi transformado em um home, com toda automação de áudio e vídeo. “Os moradores desejavam um local que remetesse a uma sessão de cinema, então escolhemos quadros temáticos, com personagens marcantes dos filmes, um belo sofá aconchegante e uma iluminação adequada”.

No andar superior, a ambientação das suítes foi realizada com base na identidade de cada um dos moradores. “Nos quartos dos meninos, o projeto é semelhante, mas cada um tem a sua personalidade no papel de parede e nas cores. Para a suíte do casal, mantivemos o estilo clean, porém com toques de sofisticação”.

“No caso dos móveis planejados, partimos para o conceito de linhas retas, com acabamentos amadeirados, nudge e espelhados nos tons de bronze. No restante do mobiliário, adotamos uma linha mais contemporânea, que foi quebrada pelas poltronas em couro. A decoração ficou a cargo da Brenda Rehder, que cuida desse setor no Studio. Entregamos a casa até mesmo com a roupa de cama colocada e aromatizante nos ambientes, realmente pronta para morar”.

O projeto luminotécnico buscou criar cenas de luzes diretas e indiretas para trazer mais aconchego e beleza para cada ambiente.

A cozinha original não contava com o conceito de ilha, por isso foi preciso modificar toda a parte elétrica e hidráulica para adequá-la. “Retiramos também o revestimento anterior, aplicamos gesso liso nas paredes e escolhemos tons neutros para acompanhar toda a residência. Um diferencial da cozinha são as portas motorizadas nos armários, que se abrem automaticamente com um simples toque e se fecham com o apertar de um botão”.

A área gourmet recebeu uma atenção especial no projeto. “O espaço original era muito pequeno, com uma circulação justa e área coberta bem pequena. Fizemos uma ampliação no nível do piso do gourmet, com um deck elevado ao deck existente, e criamos uma cobertura de alumínio com vidro. Também executamos uma mureta com balcão e fechamos a lateral com portas de correr, para uma proteção nos dias de chuva, juntamente com os toldos. Toda a churrasqueira foi repaginada com uma abertura lateral e o revestimento imitando aço cortem.

Como a fachada original era muito limpa e sem volumetrias, a arquiteta criou um pórtico em concreto na entrada social e degraus flutuantes em fulget.

O paisagismo incluiu algumas espécies para forração, um exuberante pândano para destacar a fachada, cicas, fórmio e bambu na parte interna.

“Retrabalhamos todo o paisagismo e acrescentamos a pedra ferro nas laterais do volume frontal para trazer mais profundidade. A pintura das marquises em concreto também ajuda a destacar a volumetria”.