Texto Sandro Prezotto | Fotos Elson Yabiku

 

Para criar a casa dos sonhos dessa família, liberdade foi a palavra que guiou toda a concepção do projeto desenvolvido pelos arquitetos Reinaldo Caridá (cau A63164-7) e Danilo Pontalti (cau A63140-0). “Desde o início, o nosso cliente não fez qualquer exigência e nos concedeu liberdade total para criarmos uma casa com o perfil dos moradores”. Para os profissionais, o maior desafio foi criar uma residência atemporal, que pudesse transpor os tempo e não se tornasse obsoleta em menos de vinte anos. “Foi muito interessante desenvolver um projeto, em que pudemos brincar de prever o futuro da família para que eles não necessitem de grandes reformas em longo prazo”.

A fachada da residência é um espetáculo à parte. Aqui, os arquitetos privilegiaram a horizontalidade e linhas retas como principais soluções para que a residência fosse proporcional ao terreno. “Com isso, foi fundamental o uso de grandes balanços e vidro para reduzir a alvenaria e os pilares, assegurando sutileza à casa”.

Os espaços foram pensados para garantir o convívio entre as pessoas, mesmo que elas estejam em ambientes diferentes ou em atividades diversas. “O resultado dessa proposta é a área social, composta por quatro ambientes, que podem ser configurados alternadamente em estar, jantar, home theather, jogos, sala de leitura, bar, descanso e o que mais os moradores necessitarem. Esses ambientes foram separados visualmente apenas pelo mobiliário, com a intenção de garantir amplitude e integração”.

Também associada a esse conjunto central está a cozinha, que tem dimensões reduzidas se comparada a outros projetos mais tradicionais. “A cozinha foi realmente planejada em função do perfil dos moradores, que no dia a dia se dedicam muito ao trabalho e ao estudo, por isso a utilizam com pouca frequência, dando preferência ao espaço gourmet nos dias de festa”.

A área externa é realmente um dos grandes destaques do projeto, um espaço agradável criado para favorecer o convívio dos moradores com seus amigos e familiares. “O ponto de partida foi a área externa. Acredito que nós atingimos o nosso objetivo ao promover a triangulação dos ambientes, que tornou a piscina como uma extensão do espaço gourmet e da varanda”.

Além desse ambiente, que recebeu fechamento com painéis de vidro para ser utilizado mesmo em dias de chuva, o espaço da casa dedicado ao lazer ganhou uma refrescante piscina em formato de “L” com cascata e iluminação cênica. No grande vão livre lateral, os arquitetos criaram ainda um espelho d”água, habitado agora por simpáticas carpas ornamentais.