Texto: Sandro Prezotto

Elas estão de volta! As Estantes de Livros reconquistaram seu espaço na decoração das residências depois de um tempo esquecidas. Antigamente, ter em casa aquela estante repleta de livros à mostra era até mesmo um sinal de status. Os tempos mudaram, a tecnologia invadiu nossas vidas e a cultura deixou de ser uma prioridade em muitos lares. Mas os bons hábitos devem ser estimulados e as pessoas parecem ter percebido a importância de se incentivar a leitura. E a melhor forma é ter um espaço especialmente reservado para os livros. Seja uma grande biblioteca ou uma pequena sala de leitura. Sempre será possível reservar um cantinho da casa para eles. Leia e inspire-se!

KTA

Projeto 1: O dono deste apartamento, apaixonado por livros, queria um lugar onde pudesse guardar as dezenas de publicações que acumulou ao longo da vida. São centenas de títulos. Em vez de criar um lugar fechado, as arquitetas Ana Cristina Tavares e Claudia Krakowiak Bitran, da KTA, trouxeram os livros para o living, o ambiente principal da casa. Contornaram as paredes principais com estantes de madeira brancas e cinzas, tornando o visual leve. Nichos, portas e gavetas em sincronia compõem a grande estante. Há espaço inclusive para um lareira e para as obras de arte.

Projeto 2: Na reforma deste apartamento, as arquitetas precisavam atender um dos principais desejos dos moradores, um casal jovem que ama ler. Por isso, o living devia acomodar a grande quantidade de livros sem que o visual ficasse carregado. A estante desenhada resolveu as duas questões, pois oferece lugar para muitos obras e tem um design elegante, que chama a atenção de todos. A peça em MDF foi laqueada em um tom pistache. O desenho em zigue-zague atrai os olhares e ajuda a acomodar livros de diferentes alturas.

www.kta.com.br

José Ferro

Neste projeto, elaborado com mobiliário da Evviva Bertolini, o arquiteto criou um espaço confortável e aconchegante para receber amigos e familiares. A opção de colocar a estante atrás do sofá foi em razão do pouco espaço disponível no ambiente. A composição incluiu nichos em diferentes tamanhos, um toque de modernidade e sofisticação para a sala. A biblioteca recebeu o padrão madeirado Noce Virginia, que imprime aconchego e aquece o ambiente. Também foi utilizada uma escada em inox para facilitar o manuseio dos livros.

www.evviva.com.br

Evelin Sayar

Neste caso, o proprietário não queria de forma alguma uma estante reta, desejava algo diferente, que o fizesse se sentir em uma biblioteca, mas que tivesse uma ‘cara’ de galeria. A arquiteta trabalhou com cores, formas e texturas para sair do convencional. A arrumação dos objetos também influenciou muito no visual. A profissional optou pelo gofratto, uma pintura resistente e rugosa, porém muito sofisticada e com detalhes em madeira.

www.evelinsayar.com.br

Vivian Coser

A solicitação era de um projeto multiuso, em que fosse possível desfrutar o melhor de um home office e home theater, mas que acima de tudo fosse funcional, confortável e aconchegante. A escolha dos móveis fez a diferença na hora de trazer conforto e elegância ao projeto. O ébano macassar presente na estante e na base da mesa aqueceu o espaço e trouxe um aconchego especial. Uma obra de arte na parede ao fundo ficou responsável pelo toque de cor e alegria no ambiente.

www.vcsprojetos.com.br

Claudia Ferreira

A proprietária queria que seu loft tivesse uma linguagem moderna e clean, que fosse aconchegante e com espaços para ela receber amigos aos fins de semana. Um pedido especial foi a estante que ocupa todo o pé direito de 5,40 m do apartamento. Para dar personalidade à estante, o MDF revestido na cor branca dá destaque aos livros e peças de decoração. A estante, posicionada entre as janelas do loft e o mezanino, conta com uma escada deslizante em inox, para dar acesso aos nichos superiores.

www.claudiafarquitetura.com.br

Pereira Reade Arquitetura

Um ambiente prático, organizado e acolhedor. Neste projeto, a cliente do escritório, uma professora universitária, desejava um espaço que pudesse acolher toda a sua extensa coleção de livros e onde ela pudesse trabalhar. Foram planejadas estantes com prateleiras circulando todo o ambiente. Na parte inferior, um móvel com portas para guardar pastas, papéis e documentos. Como o ambiente é bastante iluminado, o preto trouxe sofisticação sem escurecer o local.

www.pereirareade.com.br

Marília Veiga

Alegre e divertido, este Espaço Lúdico foi criado pela designer especialmente para compor a Casa da Mulher, em São Paulo. No projeto, soluções inteligentes e originais, com destaques para as estantes em forma de árvore e o mobiliário Evviva Bertolini, utilizado nos armários e prateleiras. Marília também brinca com as cores e adesivos, que tornam o local de convivência ainda mais confortável, deixando as crianças à vontade para criar e se divertir. O estilo do projeto é contemporâneo, com foco na utilização e não somente na estética.

www.mariliaveiga.com.br

Ana Yoshida

Neste apartamento, os moradores desejavam acabar com a compartimentação dos espaços. A arquiteta criou uma estante com nichos vazados, rente ao teto, com o objetivo de setorizar sem impedir a visão da sala, dando privacidade para os ambientes. O acabamento é em gofratto branco fosco. A estante contorna o ambiente e se junta à bay-window do living, que virou o canto de leitura. Os diversos títulos preenchem as prateleiras e combinam bem com as cores dos ladrilhos hidráulicos.

www.anayoshida.com.br

Pedro Lázaro

Neste loft, as estantes definem a circulação como em uma biblioteca. Estar, refeições e espaço para leitura se fundem, tornando as experiências diárias. Nos ambientes, peças desenhadas pelo arquiteto e desenvolvidas pela Lider Interiores, se mesclam a clássicos da marca. Tons claros e escuros, rigor e descontração, permissividade velada, tecnologia a serviço da intuição, aproximação recuada, início e fim e a tradição que sustenta o novo estão presentes no sofisticado e aconchegante projeto.

www.pedrolazaro.com.br

Bernacki Arquitetura

Neste espaço, o primordial era permitir ao cliente guardar uma grande quantidade de livros, de forma expositiva, mas ao mesmo tempo fechada com portas de vidros para mantê-los longe do pó. O móvel deveria ainda comportar os aparelhos eletrônicos de um home theater. A partir de uma carta geográfica, colocada na parede oposta, surgiu o conceito: uma releitura de uma biblioteca britânica em uma escala residencial, integrada com a funcionalidade de um home theater.

www.bernackiarquitetura.com.br

MoronCavallete

Mesmo em um pequeno ambiente é possível reservar um espaço para os livros. Para modernizar este cantinho de leitura, os arquitetos escolheram uma luminária de piso amarela e a estante preta, mantendo a poltrona em estilo vintage. Como a proprietária tem por hábito ler vários livros ao mesmo tempo, alguns deles ficam no dormitório, outros no escritório e neste espaço, localizado no mezanino, eles também ganharam um lugar de destaque.

www.moroncavallete.com

Ney Lima

Manter a identidade entre os espaços e valorizar os produtos sem excesso de acessórios e adornos foi o desafio do arquiteto para esse ambiente da mostra Decora Lider. Sua proposta foi destacar os móveis assinados pela Lattoog Design, que além de ter um visual diferenciado, apresentam um toque bem brasileiro. A proposta para a estante foi mostrar a versatilidade da modulação, que pode ser utilizada tanto em projetos residenciais como em corporativos.

www.neylima.com.br

Andrea Pontes

Este ambiente faz parte da sala principal do conjunto de escritório de uma de consultoria jurídica. A peça deveria ter as dimensões suficientes para guardar todos os livros jurídicos do cliente, que também coleciona estátuas da Deusa Justiça e de corujas, que simbolizam a sabedoria. A solução encontrada foi a criação de uma estante em L, que vai do teto ao piso, revestido com um porcelanato cinza. Para controlar a incidência da luz externa, foi escolhido um modelo painel tela solar, da Amorim Persianas e Cortinas.

www.andreapontes.com.br