Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Juca Ferreira

Em um projeto completo de construção, o escritório Regina Bordini Arquitetura e Interiores, formado por Regina Bordini (CAU A-13952-10), Vera Miguel (ABD 2496) e Glaucia Silveira (CAU A-67539-3), procurou criar uma casa funcional e espaçosa, que aproveitasse a topografia do terreno e contemplasse os desejos dos proprietários de ter um lar tradicional com um toque de rusticidade. Voltada para a deslumbrante vista da serra, a casa deveria proporcionar, ao mesmo tempo, o aconchego de uma residência e diversas opções de lazer. Os moradores, uma família jovem com um casal de filhos, gostam de receber e apreciam a boa culinária e um vinho de qualidade.

O estilo adotado pode ser chamado de regional. As profissionais buscaram utilizar materiais da região, como a madeira de demolição, e deram destaque para a pedra Varvito, retirada de casas antigas, cujas reformas faziam em paralelo à construção deste projeto. Na fachada, a proposta era que o visual não ‘roubasse’ a imponência da vista da serra. Ela deveria estar inserida de forma discreta, mas com personalidade. O declive do terreno foi, ao mesmo tempo, um desafio e um aliado.

No hall de entrada, com pé direito duplo, a bela escada é o ponto central do projeto, delimitando as áreas da casa. Por contar com três andares, a ideia foi tornar a escada o eixo de ligação entre eles. Além de funcional, ela foi pensada como uma obra de arte.

No pavimento inferior, fica a garagem para três carros, adega, ateliê com depósito, piscina, sala de ginástica e sauna com banheiro. No térreo temos o hall de entrada, lavabo, escritório, sala de estar e lareira, home, sala de jantar, sala de almoço, cozinha, área gourmet com varanda e lavabo, despensa, área de serviço, quarto e banheiro dos funcionários. No andar superior, temos uma sala de convivência e 4 suítes (3 delas com varanda e closet).

Toda a circulação social e íntima foi calculada para que não houvesse qualquer tipo de conflito entre elas. Outro pedido dos proprietários é que a área de serviço se comunicasse com a circulação do andar superior por meio de um elevador de rouparia.

Para valorizar as vistas da região, todas as janelas e varandas foram orientadas para o exuberante visual da serra.

Espaço, funcionalidade, beleza e conforto. Estes ingredientes foram considerados ao máximo no projeto dos espaços de lazer, que contam com churrasqueira, fogão a lenha, forno de pizza, chopeira e balcão refrigerado. Como gostam muito de receber, essa área deveria acomodar confortavelmente ao menos 20 pessoas.

Os revestimentos foram escolhidos para compor perfeitamente com a arquitetura, mesclando um toque de rusticidade com uma tendência atemporal. Um destaque do projeto é a adega, posicionada logo abaixo da escada central, em um pequeno hall de circulação entre a garagem e o ateliê, o que permite que ela esteja discretamente integrada à área social.

A iluminação foi cuidadosamente estudada para valorizar os detalhes arquitetônicos e atender às múltiplas funções de cada ambiente. A sala de estar pode variar entre uma iluminação geral, bem clara, e uma iluminação ambiente, mais cenográfica e aconchegante. “Como a proprietária também é paisagista, trabalhamos com efeitos de iluminação para valorizar o trabalho de paisagismo. O resultado foi um presente para todos”.