16/03/2017 — Texto: MktMix Assessoria de Comunicação | Fotos: Edison Garcia

“Uma roupa é uma peça arquitetural efêmera, desenhada para aprimorar as proporções do corpo”, costumava dizer Christian Dior (1905-1957), legendário estilista francês que sonhava ser arquiteto.

E é isso o que a Artefacto descortina na sua temporada de mostras 2017, que começou no último dia 10 de março, no showroom da Haddock Lobo e que, nos próximos meses, se desdobra em outras 12 edições pelos endereços da marca tanto no Brasil quanto mundo (inclusive nos Estados Unidos).

Sob o tema décor-fashion, a edição 2017 reúne grandes nomes da arquitetura em ambientes que homenageiam fashionistas que estão entre os mais expressivos do circuito.

Por trás de cada móvel e acessório, a Artefato trará conceitos que têm tudo a ver com o novo modo de vida em casas dos mais diversos estilos, estabelecendo cada vez mais conexões entre o design e as propostas que desfilam pelas passarelas, por exemplo.

“O mercado fashion metaboliza muito rápido as tendências e os novos hábitos culturais e de consumo, servindo como termômetro também para o design. Por isso, em 2017, estamos investindo nessa proximidade entre as duas plataformas”, diz Paulo Bacchi, CEO da Artefacto.

Conhece um pouco de cada ambiente:

Fabio Morozini para Patricia Bonaldi

A penthouse com áreas sociais de casa ganhou ambientes independentes interligados por grandes pórticos em aço steel grey, portas de correr embutidas e paredes encapsuladas por madeira.

“A ideia foi inserir traços da brasilidade cool, permeada por matérias-primas sofisticadas e outras tantas superbacanas, a exemplo do limestone, do tapete de lã de dez metros e das paredes recobertas de linho, veludo e madeira”, revela Morozini.

Christina Hamoui para Andrea Bogosian

A designer aposta suas fichas no loft de contornos contemporâneos batizado carinhosamente de “Casa da Andrea”. O espaço joga com as tonalidades de cinza, preto e branco, com pinceladas de acabamentos metalizados em dourado e espelho, em toque glam ao ambiente. Tudo pensado para harmonizar com a moda estruturada que sai do ateliê da homenageada.

Debora Aguiar para Costanza Pascolato

A arquiteta conceituou o espaço com o intuito de refletir a personalidade da homenageada. Uma atmosfera cool, elegante e discreta, onde há mobiliário assimétrico, painéis de mármores, brises verticais pivotantes revestidos de couro, cabeceira da cama tramada de palhinha e um clima mais naturex.

“Não consigo conceber uma ideia sem a natureza presente. Gosto de explorar a luz natural e misturar as madeiras de reaproveitamento e certificadas às inúmeras possibilidades de fibras”, explica Debora.

Denise Barretto para Lino Villaventura

No sofisticado loft, a arquiteta conceituou a área que valoriza o mosaico de cores, as obras de arte e brinca com as formas geométricas. Superfícies metalizadas e volumes sobrepostos também complementam o decor. Tudo alinhavado por uma iluminação bem teatral que dialoga com a obra do estilista paraense.

“Quis reinterpretar as relações entre design, arte e moda, reforçando os arranjos de texturas e superfícies metalizadas, que são algumas das referências sacadas do incrível trabalho de Lino”.

Zize Zink para Alexandre Herchcovitch

Para compor o loft, Zize Zink foi buscar inspiração em Londres. O ambiente ganhou revestimentos delicados na paleta marinho, fendi e cinza, dentro de uma proposta estética vintage, mas ao mesmo tempo contemporânea.

“Foi um convite irrecusável interpretar as ligações da moda, do design de interiores e da arquitetura, que acredito serem indissociáveis”, revela Zize.

João Armentano para Ricardo Almeida

O estúdio conta com hall, living, jantar, quarto e banheiro separados por divisórias verticais de estruturas leves que dão privacidade aos espaços.

“Esse recurso possibilita maior privacidade entre os ambientes sem limitar a conectividade dos mesmos”, avisa Armentano.

O grand finale foi arrematar os coloridos do décor com a paleta usada por Almeida em sua coleção mais atual. Um composé chique, moderno e hipercool.

Gil Cioni & Olegário de Sá para Martha Medeiros

O loft recebeu recheios com muita brasilidade como o biombo da artista plástica Bel Magalhães que remete ao universo das tramas e rendas tão marcante na trajetória da estilista alagoana.

“Sempre me identifiquei profundamente com a arquitetura moderna com uma pitada de clássico que o Olegário de Sá & Gil Cioni colocam nos seus projetos! Temos muito em comum pois quando fazemos algo queremos que seja extremamente contemporâneo e ao mesmo tempo seja lindo para sempre! Sou muito fã!”, disse Martha.

Patricia Penna para Sandro Barros

O estiloso loft novaiorquino, com atmosfera de festa, ganhou look aconchegante e estrutura integrada.

“O Sandro aprecia o mood clássico, por isso foi fundamental equilibrar o décor com o ajuste entre o mobiliário moderno e o uso de recursos tradicionais, a exemplo dos revestimentos quentes e atemporais, como o couro visto na cama e nos detalhes do quarto, o capitonê no estofamento da sala e o veludo que recobre as cadeiras de jantar”, pontua a arquiteta.

Francisco Cálio para Raquel Davidowicz

O arquiteto elegeu o contraste do preto e o dourado para o loft. “Projetei uma arquitetura com volumetria simétrica e, no décor, segui o mesmo conceito com equilíbrio nas medidas exatas. O design que criei nas luminárias tem um toque vintage e ousadia com o uso do dourado. Outros pontos como tapetes, venezianas, banheira e lareira também levam minha assinatura. Elegi um mobiliário de design moderno na composição do espaço”, finaliza Calio.

Patricia Anastassiadis para Lethicia Bronstein

Consultora da Artefacto, Patricia Anastassiadis é quem assina a nova coleção da marca, baseada em referências de lifestyle que começam em destinos exóticos, da Ásia ao Oriente Médio, passando, invariavelmente, pelo universo fashion. “Minha mãe é estilista e sempre olhei muito para as coisas da moda”, diz a arquiteta que também assina a vitrine e o showroom da Haddock Lobo para esta Mostra Decor + Fashion 2017.

www.artefacto.com.br