12/07/2017 — Texto: Divulgação | Fotos: Gustavo Xavier

A segunda edição da mostra Modernos Eternos BH aconteceu em um espaço nobre situado em um dos bairros de metro quadrado mais caros da cidade, no antigo Clube dos Caçadores, no Mangabeiras.

Continuação da matéria sobre a Modernos Eternos BH 2017, clique aqui e confira a primeira parte.

A segunda edição da mostra Modernos Eternos BH aconteceu em um espaço nobre situado em um dos bairros de metro quadrado mais caros da cidade, no antigo Clube dos Caçadores, no Mangabeiras. Um local inédito, onde nunca houve qualquer outro evento de decoração, design e arte, com a participação dos melhores antiquários, “modernários”, galerias e lojas de mobiliário contemporâneo assinado. Conheça os ambientes:

Manuela Senna

O living foi pensado para ser um ambiente onde se possa contemplar a arte e o design através de uma disposição de mobiliário propicio para a conversação e pesquisa. O layout do Estúdio 82 foi dividido em dois ambientes, além da varanda. O mix and match deste ambiente se deu pela escolhas de peças contemporâneas e vintage fazendo um contraponto entre o moderno e o antigo.

Laura Santos

Um ambiente repleto de memórias afetivas. Assim foi o espaço assinado por Laura Santos, que convidou o público a viajar na história de seu pai, o cineasta Geraldo Santos Pereira. Elementos que remetem ao universo cinematográfico, objetos pessoais do cineasta e peças exclusivamente desenhadas compuseram o ambiente.

Maria Inês Bahia

O Home Office foi um espaço concebido para ser um cantinho da dona da casa, um local onde se possa além de trabalhar, trocar ideias, descansar, ler e escutar uma boa música. O ambiente tinha um mix de mobiliário, arte e materiais que transitaram entre o Moderno & Eterno devido a excelência de sua concepção e design.

Willemberg Lobato

Preto X Branco. A estética do ambiente se definiu pelas obras de arte na cor preto e branco, galeria Orlando Lemos, dando dramaticidade ao espaço, junto com a cortina pintada pelo artista Thales Pimenta. O tapete da Lider interiores uniu todo o espaço que tem a função para trabalho, leitura e estar.

Laís Albergaria

Quarto jovem inspirado em Anna Barroso, blogueira e estudante de artes plásticas. O quarto se apresentou despojado e arrojado com móveis assinados e obra de arte. A cama com design da Laís Albergaria foi executada pela Accervo. O closet virtual mostrou looks inovadores e trouxeram modernidade ao espaço.

Luciana Savassi e Marcos de Paula

Quarto do Casal de Colecionadores refletiu as características de um casal que cultiva o gosto apurado pelas artes, com a valorização de obras que remetem ao lúdico, ao modernismo e brutalismo da casa, mesmo sendo contemporâneas, define sua essência original e de personalidade marcante.

Márcia Mundim e Maluh Amorim

Com pinceladas clássicas e modernas, faz-se presente o diálogo entre as obras de arte, o design de móveis assinados, contemporâneos e vintage. O púlpito se integrou à Sala de Jantar e de Conversação tornando o espaço mais cenográfico. Um local de encontro e prazer, que valoriza o design, a arte e a cultura brasileira.

Eduarda Corrêa

A sintonia poética da cores, marcaram a década de 70, mesma época do projeto dessa residência. O verde do sofá e paredes fez referência ao estilo de vida saudável dos espaços ao ar livre, cor que oferece o fundo complementar perfeito para tons vibrantes. A estreita relação com as cores, fez buscar referências também nas demais obras usadas no espaço.

Flávia Roscoe

Poesia… Raízes… Cultura… assim foi se construindo a Sala de Poesia em meio a achados de design e arte. Peças antigas marcantes em madeira maciça convivendo harmonicamente com a leveza das peças modernas. Obras de arte que nos levam a nossas origens… “A vida precisa de pausas”… para ver poesia na arte… no design e arte na poesia.

Estela Netto

O ambiente foi criado a partir da arquitetura escultural da casa, que remete ao brutalismo brasileiro. A arquiteta Estela Netto concebeu o projeto do restaurante Gomide repleto de ambientações e materiais que convidam à usufruição rica e estabelecem diálogo contínuo com o usuário. O espaço versátil e, com muitas texturas, trouxe a elegância dos tons escuros e neutros, combinados ao mobiliário da Mac Móveis e peças garimpadas. As obras de arte pontuaram o local e inspiraram a imaginação.