08/06/2017 — Texto & Fotos: Divulgação

Com o objetivo de apresentar o que é essencial para o bem viver, através dos vários estilos e personalidades do morar, a CasaCor São Paulo chega à sua 31ª edição e destaca as maiores tendências do universo da arquitetura e decoração.

Serviço:

Período: de 23 de maio a 23 de julho
Horário: Terça a domingo, das 12h às 21h
Local: Jockey Club de São Paulo
Endereço: Av. Lineu de Paula Machado, 1075 | Cidade Jardim
Ingressos:
De terça a quinta-feira
Ingresso inteiro: R$ 56
Meia entrada: R$ 28

Sexta, sábado, domingo e feriados
Ingresso inteiro: R$ 70
Meia entrada: R$ 35

Passaporte único: R$ 165
Valet: R$ 35,00

Mais Informações: casacor.abril.com.br

Experiência Ornare About Love — David Bastos

O arquiteto David Bastos assina o ambiente oficial da Ornare, revelando a intimidade de um casal em um universo particular de 130m². Ao percorrer este ambiente, descobre-se onde a privacidade pode ser mantida, como o closet, lugar seguro para guardar as roupas e os objetos mais valiosos, já que são itens que representam e identificam a individualidade de cada um. “About Love” é o lugar onde a harmonia de materiais e formas refletem e reforçam os laços e as relações entre as pessoas e tudo o que amam e preservam.

Lounge dos Lofts — Maurício Karam

O projeto de 110m² parte essencialmente de três aspectos principais, que são explorados nos dois ambientes: o belo, o chique e o aconchegante, de modo a quebrar regras estéticas, derrubar barreiras entre os estilos arquitetônicos ou tendências de decoração e provocar a sensação de completo bem-estar nos visitantes.

Living Interativo — Bárbara Jalles

Palavra de origem inglesa que designa todos os espaços de convívio da casa, o Living se tornou um ambiente singular e multifuncional. Assim, a arquiteta Bárbara Jalles desenvolveu um ambiente com ar contemporâneo, cujo principal conceito é a presença de três funções distintas em um único ambiente: trabalho, recepção de amigos e local de lazer e descanso.

Loft do Designer — Triplex Arquitetura

Voltado para um casal amante da arte, do design, da literatura e de viagens, o Loft do Designer é dividido em quatro ambientes, living, gourmet, suíte e banheiro integrado ao closet. O espaço, de 110m², conta com inspiração escandinava – de conceito clean, no qual excessos são dispensados e a simplicidade valorizada – e há combinação entre materiais tradicionais e modernos, cores e texturas, entre eles madeira, aço e vidro.

Loft Romanov — Suite Arquitetos

Com 110m², o loft tem como ponto de partida uma releitura contemporânea das texturas de pisos e paleta de cores dos palácios russos. Como highlight do projeto, um volume central, revestido de um mosaico de diversos mármores produzido de descarte de material, separa a área social da ala íntima. A ausência de paredes contempla um espaço moderno e prático para abrigar as necessidades diárias, sem perder o charme e a privacidade.

Loft SP — Studio 011 Arquitetura

O espaço de 112m² foi idealizado para atender um jovem casal que convive com a confusão urbana, mas tem a necessidade de contemplar o seu próprio canto ao chegar em casa. As profissionais realizaram uma curadoria especial e selecionaram para o mobiliário peças assinadas por Lina Bo Bardi e Jorge Zalszupin, obras de artistas como Daniel Senise, Vik Muniz e Florian Raiss. O ambiente é marcado por cores neutras como cinza, bege e preto.

Loft do Viajante — Maicon Antoniolli

As lembranças de uma vida eternizadas em um ambiente moderno. Esse balanço entre o novo e as recordações são um dos pontos altos desse loft, com peças e elementos visuais despojados, em sua maioria vintage ou reutilizados, cores escuras e texturas rústicas. Com a frase de Machado de Assis “Viajar é multiplicar-se”, o projeto tenta traduzir esse mix de grandes inspirações e sensações de outros lugares por meio dos móveis. Elementos rústicos e industriais são uma constante no espaço e, ao mesmo tempo, são um contraponto de moveis sofisticados.

Lavabo Deca — Lucas Ferreira Coelho

Projeto assinado pelo vencedor do concurso Estudos Deca, o lavabo de 8m² traz uma inspiração industrial e urbana que caracteriza pelos tons de cinza no cimento queimado e no grafite. Destaque também para a cuba de sobrepor preta, lançamento da marca. O espaço conta ainda com uma banqueta amarela contraposta aos tons mais sóbrios, além de divisória de cobogó e bancada.

Living Bar — Studio CASAdesign

Com 97m², o Living Bar exibe um local para o convívio e descontração, apostando em uma composição harmônica e contrastante entre a arquitetura característica de 1875, do estilo art déco, com uma atmosfera cosmopolita. Cercado por elementos contemporâneos e cheios de personalidade, o espaço reúne um grande bar, sala de jantar, estar e home office integrados. Um ambiente perfeito para encontros, reuniões e festas, onde os tons neutros, áridos e terrosos, que conversam com o cinza e o preto, propõem um contraponto com a arquitetura antiga do local.

Suíte Master — Manarelli Guimarães Arquitetura

Envolvidos por um clima sensorial aconchegante com espaços amplos que proporcionam bem-estar e momentos de relaxamento, os profissionais imprimiram em 56m² uma atmosfera arquitetônica atemporal harmonizando as características do classicismo com o rigor geométrico presente no design contemporâneo.

Sala de Jantar — Toninho Noronha

Toninho Noronha, em parceria de criação com o arquiteto Renato Andrade, resgata sua já conhecida paleta de cinzas como base para compor este ambiente de 40m². Desta vez, o cinza vem associado a tons de azul e madeira. A mesa do espaço é o centro das atenções, já que é ao seu redor que a família se reúne diariamente. A mesa selecionada foi a Trave, com acabamento em microtextura metalizada cinza-grafite, composta de duas peças separadas que unidas formam uma mesa maior.

Cozinha Urbana — Patrícia Pasquini

Sem deixar de lado a elegância ao combinar materiais nobres, tons contrastantes, eletrodomésticos vintage e acabamentos em bronze e dourado, a arquiteta fez dos 53m² um espaço prático e amplo para cozinhar, conversar e receber confortavelmente a família e os amigos. Outro ponto alto está no equilíbrio da paleta de cores, marcado pela mesa de jantar rústica que destaca sua nuance natural com exuberância à frente do mobiliário em tons bem urbanos, como cinza, bege, branco e preto.

Quarto de Bebê — SP Estudio

“Minha Cabana, Meu Mundo”, apelido carinhoso do ambiente nada convencional de 25m², que tem tudo que a criança precisa para desfrutar as diferentes fases da infância. Além de móveis e objetos capazes de estimular as atividades pertinentes a diversas faixas etárias, o espaço revela em cada um dos itens escolhidos pelas arquitetas um único conceito: o design afetivo. O móvel-cabana, feito sob medida em um dos cantos do quarto, retrata um sonho latente de toda criança.

Quarto da Menina — Lucy Amicón e Vanessa Ireno

Inspirado em uma menina descolada, que adora dançar e se reunir com as amigas, o ambiente de 37m² destaca composições geométricas tanto na parede quanto no piso e cabeceira, trazendo um ar lúdico ao quarto. Os nichos coloridos em tons de azul e verde procuram sair do óbvio rosa para meninas. Dentro dos nichos os quadros temáticos, desenvolvidos pelo artista plástico Enrique Rodriguéz e baseados no balé O Quebra-Nozes, dão o ar feminino e super delicado. Através da leveza imposta pelos móveis sob medida da Basthi Móveis, criou-se um ambiente multifuncional, onde é possível, estudar, se divertir e receber suas amigas.

Abrigo de Memórias — Duda Porto

Em vez de apresentar uma ideia de decoração o profissional chama a atenção para a importância da valorização de cada instante com o que é essencial, aliando simplicidade e sofisticação. O ambiente retrata a cidade quando era uma aldeia no topo da colina por meio da reprodução das moradias ancestrais na paisagem do Jockey. A arquibancada ganhou um platô com decks de madeira de demolição com sistema de irrigação por gotejamento, onde Duda construiu quatro cabanas que representam momentos da vida: Sonho, Infância, Amigos e Família, Reflexão.

Jardim da Contemplação — Alalou Paisagismo

Em estilo japonês, o espaço contempla os cinco elementos bases desse tipo de jardim: bambu, pedra, água, planta e lanterna. De acordo com a tradição japonesa, o bambu é símbolo da força, resistência e persistência, uma vez que, diante do vento e da tempestade, ele se enverga, porém, não quebra. A pedra representa a evolução do ser durante a vida, a água simboliza a vida e a planta, a eternidade. A lanterna clareia os caminhos e ilumina a mente de quem caminha pelo jardim. O ambiente de 120m² foi desenvolvido com a essência tranquilizante e pacificadora dos jardins japoneses e é dedicado à contemplação e à meditação.

Ateliê — Très Arquitetura

Morar bem e dispor de mais tempo para curtir a vida ao lado da família se tornou prioridade número 1 nos dias atuais. Por isso, trabalhar em casa virou o sonho de muitas pessoas que desejam viver com mais qualidade. Partindo dessa premissa, as profissionais criaram um ateliê de 40m² que faz as vezes de home office e aposta em materiais naturais, como a madeira e o tijolo, para imprimir uma atmosfera de aconchego. O espaço foi inspirado numa artista plástica que adora estar na companhia das suas coleções de livros e cerâmicas, além de receber com conforto os amigos.

_Flat — Fábio Bouillet e Rodrigo Jorge

O ponto de partida para a criação do Flat de 70m² foi traçar um espaço compacto no qual a elegância aparece de maneira inovadora. A seleção do mobiliário mais limpo, as linhas retas e produção visual enxuta, porém conceitual, são traços que destacam a estética do projeto. O Flat tem tons sóbrios e minimalistas, a mistura de materiais e texturas, trazem modernidade para o espaço.

Espaço do Saber — Sopro

O projeto surgiu na maratona CasaCor Archaton São Paulo, uma competição de arquitetura e design de interiores para estudantes e recém-formados. O ambiente de 116m² apresenta um hall de espera, espaço de coworking e uma área de palestras e workshops. Todos os espaços são flexíveis, tendo uma leitura do local de trabalho contemporâneo, onde um ambiente de café pode virar uma reunião e um local de lazer pode virar espaço para trabalhar. No ambiente de palestras, as baias metálicas, que lembram as baias de corridas do Jockey, podem ser divididas por cortinas, formando um ou até quatro ambientes pequenos.

Espaço Baccarat — Jayme Bernardo

O ambiente toma forma por meio de um jogo de volumes, texturas e luz, com uma paleta de cores sóbria, silenciosa e instigante. Em estilo contemporâneo, presente em grande parte do celebrado portfólio do arquiteto, o Espaço Baccarat distribui-se em 90m², nos quais o ébano, ora associado a planos iluminados, ora a planos de reflexão, serve de base para receber as peças da marca em exposição: as verdadeiras protagonistas do décor.