Texto: Sandro Prezotto

Depois de um dia inteiro de muito trabalho, não há nada melhor que aproveitar os deliciosos momentos de um banho relaxante. Mais do que exercer somente um papel funcional na rotina da casa, há algum tempo o Banheiro do Casal passou a ser visto como um verdadeiro refúgio, o cantinho da casa onde é possível curtir instantes de privacidade e intimidade, recarregando as energias do corpo e da mente. Assim, esse ambiente ganhou uma atenção especial e passou a ser planejado para serem verdadeiras Salas de Banho. Cada detalhe é muito importante para criar o clima desejado. São diversas opções de formatação, acabamentos e estilos de iluminação. Para ajudar você a se inspirar, a Revista Habitare traz projetos incríveis que vão muito além de um chuveiro refrescante!

Neste projeto de reforma, o objetivo era criar um banheiro clássico, iluminado, amplo e confortável. A arquiteta optou por revestir piso e parede com um mármore carrara claro, uma solução sofisticada e clássica, mas ao mesmo tempo leve, pois tem pouco rejunte. As louças e metais também têm características clássicas para compor a ambientação. Como o banheiro tinha um bom espaço (13 m²), foi possível manter a banheira. Toda a iluminação foi revista para evitar que o ambiente ficasse escuro. Um vidro separa o box da banheira e permite a entrada de luz. Como o cliente desejava que os produtos ficassem à mão, optou-se por uma prateleira logo acima do frontão da pia.

www.pereirareade.com.br

A proposta inicial era aproveitar todo o espaço do banheiro (25 m²), com um importante detalhe: uma área exclusiva para ele e outra área para ela. O ambiente foi subdivido em dois boxes, área para bacia e bancadas. A madeira foi utilizada para trazer aconchego. A cliente também solicitou um local para maquiagem separado da bancada da cuba.
O banheiro conta com painel de madeira ripada, que corre para ambos os lados e permite integrar o ambiente com o closet, aumentando sua área. Para o piso da área seca foi escolhido um material ecológico feito de bambu.

www.triplexarquitetura.com.br

Para um visual mais sofisticado e urbano, foi escolhida para este projeto (7,80 m²) uma pedra mais escura, café imperial, que destaca as louças brancas. A designer trabalhou as linhas retas no detalhe da pastilha de vidro marrom, porcelanato em dois tons claros, cubas de apoio quadradas e torneiras também em linhas retas. Dois espelhos menores, com bisotê, foram sobrepostos a um maior, que se estende até o teto. A sanca de gesso e dois spots oferecem o efeito de iluminação desejado.

www.adrianabataglin.com.br

Com dimensões reduzidas (7,0 m2), este banheiro de um apartamento deveria ser contemporâneo e funcional. A solução encontrada pelo arquiteto foi selecionar materiais modernos e de design atual. Outra solicitação do cliente é que a ambientação fosse em branco e preto. Para as bancadas e acabamentos da banheira, foi escolhido o marmoglass. As paredes receberam um papel de parede lavável. Espelhos e metais modernos e pias de vidro negro completam o estilo.

www.sergiogonzalez.com.br

Para sair do comum, o arquiteto buscou neste projeto (10 m²) um ar mais rústico e encontrou esse visual com um porcelanato que tem a aparência e textura de uma pedra bruta. A parede oposta ao espelho recebeu um porcelanato em ondas, para quebrar a rigidez da pedra. Para garantir a boa ventilação do banheiro foi usado um rasgo no teto que, com a luz do sol, ilumina toda a bancada das cubas e a área do chuveiro. Esse efeito é gerado também à noite por meio de iluminação artificial.

www.rodrigolatorre.com.br

Este projeto (7 m²) recebeu um toque requintado e cores mais neutras. Como o cliente queria aproveitar os acabamentos existentes, a solução encontrada foi retirar uma faixa de revestimento e completar com pastilhas de vidro e madrepérola. A madeira dos móveis harmoniza com a madrepérola, que tem um tom dourado.

www.facebook.com/design.interiores.sorocaba.manoelalustosa

Um casal jovem, que gosta muito da cor turquesa,  solicitou à arquiteta um banheiro bem marcante e descontraído. Para compor o ambiente, de aproximadamente 6 m², foi escolhido um azulejo cobogó turquesa (20 x 20 cm), que harmonizou perfeitamente com a cor do quarto, um detalhe fundamental para a boa ambientação dos espaços. As outras paredes e o piso são em porcelanato off-white. Para o nicho do box e a bancada, foi escolhido um granito marrom absoluto.

www.anayoshida.com.br

Em um espaço de 8,50 m2, o arquiteto criou um projeto para comportar banheira e ducha dupla e uma pia para duas cubas. Banheira e duchas foram posicionadas próximas à janela para uma agradável contemplação da vista. Ainda para favorecer o visual externo, foi mantida a janela grande e selecionados materiais monocromáticos, que não se destacassem do restante, mas que tivessem certo charme. Bancadas de concreto branco, piso e revestimentos no mesmo porcelanato dão mais unidade ao projeto.

www.pablolanza.com.br

O desejo do proprietário era que sua sala de banho fosse espaçosa, agradável e funcional. Para otimizar o espaço (25 m²), a arquiteta distribuiu os elementos de modo a garantir a boa circulação, integração e privacidade do casal. Para compor com os pisos e revestimentos na cor branca, foram escolhidas pastilhas furta-cor para os detalhes. A bancada de pias duplas em silestone branco garantem o conforto e comodidade do casal. Para mais privacidade, o vaso sanitário foi confinado em um espaço reservado.

www.facebook.com/deborabelliefelipeyure

Para este banheiro amplo (20 m2), o arquiteto planejou uma banheira separada do box, duas duchas de teto, bancada para maquiagem, duas cubas e local adequado para guardar todos os produtos de forma organizada, em nichos iluminados. Para os revestimentos, marmoglass no piso, porcelanato branco retificado nas paredes e bancada, além do mármore nero marquina para o box, criando um ambiente amplo e clean, mas com muita personalidade. O projeto aproveitou ao máximo a iluminação e a ventilação natural.

www.merguizo.com.br

Neste projeto, o arquiteto utilizou uma configuração que posiciona as cubas em uma bancada fixa instalada em uma parede divisória que não vai até o teto. Atrás dela estão os chuveiros e o vaso sanitário, cada espaço acessado por um dos lados. Isso possibilita o uso compartilhado sem interferir na intimidade do casal.
A banheira fica isolada do box, mas também pode ser acessada por ele, o que facilita tomar uma ducha depois do banho de imersão, sem molhar todo o banheiro.

www.danielzarq.com.br

A pedido do casal, a arquiteta criou um banheiro espaçoso, bem iluminado e ventilado, com uma bancada grande para que os dois pudessem usar o espaço ao mesmo tempo.
A janela rente ao forro percorre praticamente toda a extensão do ambiente. A única exigência quanto aos acabamentos foi o mármore marrom imperial na bancada. A partir dele, optou-se por cores neutras nos outros elementos. Para o piso, porcelanato de acabamento natural.
Na parede do fundo, dentro do box, pastilhas nos mesmos tons do mármore da bancada.

www.behance.net/mairasfeir