10/08/2017 — Texto & Fotos: Trópico Comunicação

A nova sede da Linx integra o conceito de showroom tecnológico, áreas de cocriação e de treinamento nos 6.000m² do novo escritório, distribuídos em 5 andares do Edifício Birmann 21, em São Paulo.

Os ambientes foram distribuídos em volta de um percurso interno que conecta toda a empresa – showroom, área das mesas de staff, espaços colaborativos, pontos de confluência, salas dos diretores, salas de treinamento.

Mais do que um espaço de trabalho, o novo escritório, cria infraestrutura com a identidade da Linx para funcionários, clientes e parceiros de negócios, que passam por uma experiência de imersão desde a recepção – que valoriza o logo da empresa com uma projeção holográfica.

Entrando no coração da Linx

“O visitante é em seguida conduzido para dentro do logo em uma condição de percepção quase subliminar: dentro do showroom, ele está no coração da Linx sem saber”, diz Enrico Benedetti, Arquiteto Sócio do escritório Arealis.

Ele explica que neste espaço fluido e orgânico, os clientes vivenciam uma experiência sensorial através filmes e conteúdos corporativos projetados em todas as superfícies curvas das paredes.

Seguindo o conceito proposto pelo escritório de arquitetura, o espaço é a própria marca, por isso é fundamental para passar os valores da empresa. Visando a integração, o projeto Linx foi um pedido dos próprios funcionários da empresa que foram à favor da mudança.

Espaços para relaxar

E, em troca, ganharam mais integração, além de espaços de silêncio, Fab-Lab e War-Rooms distribuídos ao longo do percurso que une os ambientes. – que variam de completamente abertos a isolados acusticamente, para diferentes tarefas e momentos do dia.

Cada andar ainda conta com uma área de descompressão, um dos pontos mais atraentes do projeto.
“A área de descompressão é situada no lugar mais privilegiado do empreendimento, um terraço com uma vista deslumbrante para a cidade e gostinho de ar livre. O espaço é dedicado para alimentação e descanso, tem copa, TV e sofás”, comenta Jean François Imparato, CEO Fundador do Arealis.

Aos diretores, escritórios com paredes de vidro garantem privacidade, mas mantém o contato visual com os colaboradores. Cada um tem fácil acesso a mesas compartilhadas e salas de reunião informais para encontros rápidos e descontraídos – umas das principais tendências do mercado corporativo.

www.arealis.com.br