18/05/2017 — Texto: i+ Assessoria Comunicação | Fotos: Maura Mello

Eles são práticos, funcionais, bonitos e, apesar de pequenos, atendem às necessidades do morador e podem agregar até mesmo um terraço para um encontro com os amigos.

Chamados de studios, esses apartamentos conquistaram o mercado imobiliário paulistano, que agrega 90% desses imóveis no Brasil, concentrados em poucas regiões da cidade.

Mas não bastam as medidas enxutas para ter um studio atrativo. Para o designer de interiores Igor Miyahara, é necessário estudar bem o layout de um projeto como esse, deixando circulações com mínimo de 70-80 cm.

“Não adianta colocar tudo no apartamento se não tiver espaço suficiente para circular e abrir portas e armários”, observa.

Um exemplo é o studio de 38 m² assinado pelo profissional, localizado na Vila Olímpia. Com estilo urbano e cosmopolita, o imóvel foi revestido em tons mais leves. Peças mais coloridas destacam-se pontualmente no ambiente. Funcional, o projeto luminotécnico ajuda a realçar objetos e quadros com lâmpadas focadas AR70, além de LED e dicroicas (cozinha e home office).

O lazer é privilegiado com terraço equipado com mesa de jantar para e um aparador. Utilizado como apoio em dias de festa, ele também ajuda a esconder o ar-condicionado. Sob medida, os móveis embutidos ajudam a otimizar a área enxuta, especialmente na cozinha.

“Optamos pelo básico branco e com melhor custo benefício, com gavetas para talheres e espaço para micro-ondas, panelas, pratos e copos”, nota o designer.

Segundo Miyahara, a decoração e a seleção de peças atende qualquer tipo de morador, independentemente do gênero e da idade, mas com uma identidade bem definida, já que o imóvel foi pensado para profissionais e executivos que precisam morar e trabalhar na metrópole por um período determinado, sendo ideal para locação.

O destaque do mobiliário é o sofá do designer Fernando Jaeger. Contemporânea, a peça alia design exclusivo e qualidade, valorizando qualquer ambiente e atendendo o conceito de arquitetura inteligente e acessível, como este studio.

www.igormiyahara.com.br