10/05/2017 — Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Elson Yabiku

Para transformar um apartamento em um lar aconchegante e moderno, a dupla de arquitetas Cláudia F. Ferreira e Verônica Gaburro procurou criar espaços com muita personalidade, atendendo as necessidades das moradoras, mãe e filha empresárias que não abrem mão de conforto e praticidade para morar bem.

Suas clientes solicitaram um projeto com linhas contemporâneas e práticas, para que todos os espaços pudessem ser aproveitados ao máximo.

“O maior desafio foi reservar um espaço para criar um roupeiro para a casa. Desenvolvemos então um novo acesso para o lavabo e os quartos, deixando-os mais reservados”, contou Cláudia.

O novo roupeiro foi produzido em MDF e “invadiu” parte da área da sala de jantar. “Em seu lado posterior, criamos um painel principal onde foi posicionada a mesa de jantar. Nas laterais do painel, usamos portas de correr espelhadas, que delimitam os novos acessos para os quartos e o lavabo”.

Em uma das suítes, as arquitetas projetaram uma nova parede em MDF, que permitiu fixar a televisão mais próxima da cama e criar uma separação em relação ao closet. Para Cláudia, trabalhar com ambientes de dimensões reduzidas, uma tendência cada vez mais comum nos apartamentos atuais, é sempre um desafio. “Aí é que entra a nossa criatividade. Neste caso, as moradoras permitiram que a nossa imaginação fosse além, o que resultou em um projeto muito gratificante”. Segundo ela, o planejamento foi feito ambiente por ambiente, de acordo com o uso de cada cômodo, sempre com a intensão de inovar e criar espaços agradáveis e confortáveis.

O home é a mais perfeita tradução do aconchego, com sofás espaçosos, tapete felpudo e um móvel projetado especialmente pelas arquitetas para receber os equipamentos eletrônicos e objetos de decoração das moradoras. “Também feito sob medida, o puff pode ser utilizado como mesa de centro ou para dar mais conforto na hora da sessão de cinema”. O lavabo ganhou um charme especial com a cuba instalada sobre a bancada fabricada em madeira de demolição.

Na cozinha, as moradoras fizeram questão de uma janela-balcão que permitisse integrar o ambiente à área social, promovendo a interação com os convidados.

Na varanda, mesmo com o espaço limitado, foi possível criar uma estante para livros e uma bancada, que pode ser utilizada para estudos, trabalho ou para as reuniões com os amigos em volta da churrasqueira.

“Optamos por usar muitos espelhos e cores fortes, como o preto e o vermelho bordô, nos ambientes comuns e tons claros nas suítes, por conta do espaço reduzido. Também usamos madeira em alguns ambientes para dar mais aconchego”.

O projeto luminotécnico é outro destaque do projeto. “Trabalhamos com peças embutidas no gesso, com lâmpadas halogênicas, que permitiram criar efeitos cenográficos que destacam e valorizam a decoração final. Como iluminação central, usamos peças de sobrepor bem modernas com espelhos. Na sala de jantar, o pendente clássico em cristal é a grande estrela”.