Texto: Mariana Amaral Comunicação | Fotos: Denilson Machado – MCA

Com ampla sala, palco de muito encontros de amigos e familiares, o projeto da PKB Arquitetura integra os ambientes de estar, jantar e cozinha através de uma painel em laca preta, dando unidade ao ambiente. De base cinza, freijó e preto, a paleta do projeto é preenchida por toques coloridos em objetos e mobiliários soltos trazidos de diferentes cantos do mundo nas viagens de família, o que gera identidade e particularidade ao projeto.

Na sala, uma parede se estende desde a entrada do apartamento, passando pela sala de jantar e estar. Revestida em ladrilho hidráulico gelo e com painel à meia altura em freijó com bits de diferentes espaçamentos, tendo próxima à entrada do apartamento uma iluminação mais dramática e mais amena ao passar pela sala de estar e jantar. Além disso, junto com a cadeira T+T , os dois quadros do acervo da família, um do Lucio Costa e  outro do Oscar Niemeyer, dão elegância e estilo ao projeto.

A entrada do apartamento é marcada por um painel em laca azul, fosco, que engloba a porta e destaca o hall de acesso. A transição do hall para a sala, se dá, por um lado, pela parede de ladrilho e por outro, um painel de espelho bronze, formando um corredor. Na sala de jantar, uma mesa de mármore Carrara e pés em freijó dão lugar a seis designers distintos, dentre eles Carlos Motta, Paulo Alves, Jader Almeida, Charles Eames e etc. Além disso, como apoio à mesa dois módulos ripados em madeira ,do Estúdio Bola, foram fixados na parede, como um buffet.

Na sala de estar, o tapete Muxarabe com fundo preto, delimita o ambiente e é palco de grandes acontecimentos e nomes, como a poltrona Tajá laranja, banco Sonia, ambos do Sergio Rodrigues e cadeira Lattoog. O jogo de contrastes é intenso, pois apesar da base cinza do porcelanato e do freijó, o tapete preto e branco bastante marcado, junto ao sofá de couro caramelo e a poltrona laranja, fazem um jogo de irreverência e elegância.

A cozinha, em tons de cinza, é integrada à sala através do painel em laca preta e através do desenho do piso, no qual o porcelanato hexagonal em tons de cinza, avança sobre o porcelanato tipo concreto. A iluminação natural se dá através de cobogós de concreto que a divide da área de serviço e possui dois pontos de cor, o rosa do armário e o azul das cadeiras Mucuri do Zanini di Zanine.

No banheiro social, a cuba esculpida em Quartzo Kensho e o revestimento Carbone da Decortiles roubam cena. Os tons de cinza do banheiro, presentes nos revestimentos e cuba, são quebrados pela presença do freijó na prateleira baixa e na bandeja ripada projetada para encaixe na cuba esculpida, como apoio à adornos. Além disso, o toque irreverente do banheiro é causado pela luminária amarela, com pegada industrial (à princípio utilizada em ambientes de trabalho) fixada no teto, a qual foi trazida pelo cliente de uma viagem à Portugal.

Para o filho de 1 ano, foi projetado um quarto lúdico com berço desenhado exclusivamente para interação da criança com o cachorro da família através de um visor de vidro e palhinha. Um tom de azul fechado dá a graça aos adesivos com temática infantil colados na parede.

No quarto do casal, o painel em veneziana em laca branca faz a transição do quarto para o closet, promovendo integração e privacidade entre os dois ambientes. O mesmo azulejo hidráulico na cor gelo com o painel à meia altura em freijó, da sala, se repetem na cabeceira da cama, seguindo a paleta e gerando unidade ao projeto.

Como apoio à cama uma composição de duas mesinhas hexagonais cinza e uma em metal branco, de uma lado e um gaveteiro em laca branca junto ao pendente Diesel, ornam o ambiente.

www.pkbarquitetura.com.br